BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

EPISTOLAS CATÓLICAS: Segunda Epístola de São Pedro (2Pd), capítulo 2 |
1OS FALSOS MESTRES
Como entre o povo antigo houve falsos profetas, também entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão sorrateiramente facções perniciosas, chegando até a renegar o Soberano que os resgatou. Eles atrairão sobre si repentina perdição.
2Muitos hão de segui-los em suas dissoluções, e por causa deles o caminho da verdade será blasfemado.
3Por ganância, vos explorarão com palavras mentirosas. Há muito tempo, porém, o julgamento deles já está em curso, e a sua perdição não está adormecida.
4Pois Deus não poupou os anjos pecadores, mas os precipitou no lugar do castigo e os entregou aos abismos das trevas, onde estão guardados até o juízo.
5Também não poupou o mundo antigo, quando enviou o dilúvio sobre o mundo dos ímpios e preservou somente oito pessoas, entre as quais Noé, pregoeiro da justiça.
6Votou ao extermínio e reduziu a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, para mostrar o futuro que espera os ímpios,
7ao passo que salvou o justo Ló, que andava sofrendo com a vida dissoluta daquela gente perversa.
8Pois este justo, que morava entre eles, sentia diariamente atormentada a sua alma justa, vendo e ouvindo as ações iníquas que eles praticavam.
9É que o Senhor sabe livrar os homens piedosos da provação e separar os malvados, para castigá-los no dia do juízo,
10especialmente os que, levados por suas paixões impuras, seguem as vias da carne e desprezam o senhorio. Atrevidos e presunçosos, não receiam blasfemar contra os seres gloriosos,
11enquanto os anjos, superiores em força e poder, não proferem contra eles sentença injuriosa, perante o Senhor.
12Como animais irracionais, por natureza destinados à captura e à ruína, estas pessoas, que blasfemam contra o que não conhecem, vão apodrecer na sua própria corrupção.
13A contragosto receberão a paga da sua iniqüidade. Fazem do excesso o seu prazerem pleno dia. São nódoas e imundícies, entregando-se a seus prazeres, quando se banqueteiam convosco.
14Estão sempre espreitando algum adultério, são insaciáveis no pecar. Seduzem aqueles que são inconstantes e têm o coração exercitado na avareza. São destinados à maldição.
15Deixaram o caminho reto, para se transviarem pelo caminho de Balaão de Bosor, que se deixou levar por uma recompensa iníqua,
16mas recebeu a censura por sua transgressão: um animal mudo começou a falar com voz humana e impediu o plano insensato do profeta.
17Essa gente são fontes sem água, nuvens impelidas pelo furacão. Espera os a escuridão das trevas.
18Vociferando discursos pomposos e vazios, aliciam nas paixões carnais e na libertinagem aqueles que há pouco escaparam dos que vivem no erro.
19Prometem-lhes a liberdade, enquanto eles mesmos continuam escravos da corrupção. Pois cada um é escravo de quem o domina.
20De fato, se, pelo conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, escaparam uma vez da contaminação do mundo, mas novamente se deixam enredar e por ela são dominados, no fim estão piores que no começo.
21Melhor seria se não tivessem conhecido o caminho da justiça do que, depois de conhecê-lo, abandonar o santo preceito que lhes foi transmitido.
22Neles se verifica o que com verdade diz o provérbio: “O cão volta para seu vômito e a porca lavada tornou a revolver-se na lama”.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online