Reiniciar pesquisa | Documentos | Igreja Católica | AVISOS    ||    ->  
Catecismo Católico completo do Vaticano

Pesquisar no catecismo:    Máx: itens
  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Primeiro - Creio Em Deus Pai
      Artigo 1 - « Creio Em Deus Pai Todo-poderoso Criador Do Céu E Da Terra »
       Parágrafo 2 - O Pai
        Ii. A Revelação De Deus Como Trindade
         O Pai Revelado Pelo Filho

3.77 [240] Jesus revelou que Deus é « Pai » num sentido inédito: não o é somente enquanto Criador: é Pai eternamente em relação ao seu Filho único, o qual, eternamente, só é Filho em relação ao Pai: « Ninguém conhece o Filho senão o Pai, nem ninguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar » (Mt 11,27)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      Artigo 1 - « E Em Jesus Cristo, Seu único Filho, Nosso Senhor »
       Iii. Filho único De Deus

3.73 [444] Os evangelhos referem, em dois momentos solenes, no batismo e na transfiguração de Cristo, a voz do Pai, que O designa como seu « filho muito-amado » (60). Jesus designa-Se a Si próprio como « o Filho único de Deus » (Jo 3,16), afirmando por este título a sua preexistência eterna (61). E exige a fé « no nome do Filho único de Deus » (Jo 3,18). Esta profissão de fé cristã aparece já na exclamação do centurião diante de Jesus crucificado: « Verdadeiramente, este homem era o filho de Deus! » (Mc 15,39)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Primeiro - Creio Em Deus Pai
      Artigo 1 - « Creio Em Deus Pai Todo-poderoso Criador Do Céu E Da Terra »
       Parágrafo 2 - O Pai
        Resumo

3.59 [263] A missão do Espírito Santo, enviado pelo Pai em nome do Filho (84) e pelo Filho « de junto do Pai » (Jo 15,26), revela que Ele é, com Eles, o mesmo e único Deus. « Com o Pai e o Filho é adorado e glorificado » (85)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      Artigo 1 - « E Em Jesus Cristo, Seu único Filho, Nosso Senhor »
       Resumo

3.58 [454] O nome de filho de Deus significa a relação única e eterna de Jesus Cristo com Deus seu Pai: Ele é o Filho único do Pai (76) e, Ele próprio, Deus (77). Crer que Jesus Cristo é o filho de Deus é condição necessária para ser cristão (78)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Terceiro - Creio No Espírito Santo

3.47 [683] « Ninguém pode dizer "Jesus é o Senhor" a não ser pela ação do Espírito Santo » (1Cor 12,3). « Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que clama: "Abbá! Pai!' » (Gl 4,6). Este conhecimento da fé só é possível no Espírito Santo. Para estar em contato com Cristo, é preciso primeiro ter sido tocado pelo Espírito Santo. É Ele que nos precede e suscita em nós a fé. Em virtude do nosso batismo, primeiro sacramento da fé, a Vida, que tem a sua fonte no Pai e nos é oferecida no Filho, é-nos comunicada, íntima e pessoalmente, pelo Espírito Santo na Igreja: O batismo « dá-nos a graça do novo nascimento em Deus Pai, por meio do Filho no Espírito Santo. Porque aqueles que têm o Espírito de Deus são conduzidos ao Verbo, isto é, ao Filho: mas o Filho apresenta-os ao Pai, e o Pai dá-lhes a incorruptibilidade. Portanto, sem o Espírito não é possível ver o filho de Deus, e sem o Filho ninguém tem acesso ao Pai, porque o conhecimento do Pai é o Filho, e o conhecimento do filho de Deus faz-se pelo Espírito Santo »(1)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      Artigo 2 - « Jesus Cristo Foi Concebido Pelo Poder Do Espírito Santo E Nasceu Da Virgem Maria »
       Parágrafo 2 - « ... Concebido Pelo Poder Do Espírito Santo, Nascido Da Virgem Maria »
        Ii. ...nascido Da Virgem Maria
         A Maternidade Virginal De Maria No Plano De Deus

3.46 [503] A virgindade de Maria manifesta a iniciativa absoluta de Deus na Encarnação. Jesus só tem Deus por Pai (171). « A natureza humana, que Ele assumiu, nunca O afastou do Pai [...]. Naturalmente Filho do seu Pai segundo a divindade, naturalmente Filho da sua Mãe segundo a humanidade, mas propriamente filho de Deus nas suas duas naturezas » (172)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      Artigo 2 - « Jesus Cristo Foi Concebido Pelo Poder Do Espírito Santo E Nasceu Da Virgem Maria »
       Parágrafo 1 - O Filho De Deus Fez-se Homem
        Iv. Como é Que O Filho De Deus é Homem
         A Alma E O Conhecimento Humano De Cristo

3.40 [473] Mas, ao mesmo tempo, este conhecimento verdadeiramente humano do filho de Deus exprimia a vida divina da sua pessoa (107). « A natureza humana do filho de Deus, não por si mesma, mas pela sua união com o Verbo, conhecia e manifestava em si tudo o que é próprio de Deus » (108). É o caso, em primeiro lugar, do conhecimento íntimo e imediato que o filho de Deus feito homem tem do seu Pai (109). O Filho também mostrava, no seu conhecimento humano, a clarividência divina que tinha dos pensamentos secretos do coração dos homens (110)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      Artigo 2 - « Jesus Cristo Foi Concebido Pelo Poder Do Espírito Santo E Nasceu Da Virgem Maria »
       Parágrafo 1 - O Filho De Deus Fez-se Homem
        I. Porque é Que O Verbo Encarnou?

3.34 [460] O Verbo fez-Se carne, para nos tornar « participantes da natureza divina » (2 Pe 1, 4): « Pois foi por essa razão que o Verbo Se fez homem, e o filho de Deus Se fez Filho do Homem: foi para que o homem, entrando em comunhão com o Verbo e recebendo assim a adopção divina, se tornasse filho de Deus » (83). « Porque o filho de Deus fez-Se homem, para nos fazer deuses » (84). « Unigenitus [...] Dei Filias, suae divinitatis volens nos esse participes, naturam nostram assumpsit, ut homines deos faceret fatos homo - O Filho Unigénito de Deus, querendo que fôssemos participantes da sua divindade, assumiu a nossa natureza para que, feito homem, fizesse os homens deuses » (84)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Primeiro - Creio Em Deus Pai
      Artigo 1 - « Creio Em Deus Pai Todo-poderoso Criador Do Céu E Da Terra »
       Parágrafo 2 - O Pai
        Iii. A Santíssima Trindade Na Doutrina Da Fé
         O Dogma Da Santíssima Trindade

3.29 [254] As pessoas divinas são realmente distintas entre Si. « Deus é um só, mas não solitário » (67). « Pai », « Filho », « Espírito Santo » não são meros nomes que designam modalidades do ser divino, porque são realmente distintos entre Si. « Aquele que é o Filho não é o Pai e Aquele que é o Pai não é o Filho, nem o Espírito Santo é Aquele que é o Pai ou o Filho » (68). São distintos entre Si pelas suas relações de origem: « O Pai gera, o Filho é gerado, o Espírito Santo procede »(69)

  Catecismo Da Igreja Católica
   Primeira Parte - A Profissão Da Fé
    Segunda Seção - A Profissão Da Fé Cristã
     Capítulo Segundo - Creio Em Jesus Cristo, Filho único De Deus
      A Boa-nova: Deus Enviou O Seu Filho

3.27 [422] « Quando chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher e sujeito à Lei, para resgatar os que estavam sujeitos à Lei e nos tornar seus filhos adoptivos » (Gl 4,4-5). Esta é a « Boa-Nova de Jesus Cristo, filho de Deus »(1): Deus visitou o seu povo(2) e cumpriu as promessas feitas a Abraão e à sua descendência (3) fê-lo para além de toda a expectativa: enviou o seu « Filho muito-amado » (4)


Vaticano A Igreja, que é "a coluna e sustentáculo da verdade" (1Tm 3,15), guarda fielmente a fé uma vez por todas confiada aos santos (Cf. Jd 1,3). É ela que conserva a memória das Palavras de Cristo, é ela que transmite de geração em geração a confissão de fé dos apóstolos. Como uma mãe que ensina seus filhos a falar e, com isso, a compreender e a comunicar, a Igreja, nossa Mãe, nos ensina a linguagem da fé para introduzir-nos na compreensão e na vida da fé. (Catecismo da Igreja Católica)

Ver artigo A Igreja e a Bíblia do Pe. Arnold Damen.



Ver todas as aulas de catecismo do padre Paulo Ricardo.

Ver aulas de catecismo do prof. Carlos Ramalhete.

Catecismo popular do Papa São Pio X, publicado em 1905, elaborado com 1000 perguntas e respostas.


Download do catecismo completo de 1992 da Igreja Católica em PDF.
Download do compêndio do catecismo de 1992 em PDF com perguntas e respostas.
Download do catecismo ilustrado de 1910 em PDF.

João Paulo II
Fidei Depositum

Os Dez Mandamentos
Os 10 mandamentos da Igreja Católica

Credo Católico
Credo da Igreja Católica

Compêndio do catecismo externo e interno

A Hierarquia dos Anjos
segundo Dionísio e São Tomás de Aquino.

Didaqué, um catecismo do século I, a instrução dos 12 apóstolos.

Ver também catecismo e Igreja Católica na Wikipédia.

Ver artigo de Dom Estêvão Bettencourt: "O Catecismo da Igreja Católica".

Ver catecismo completo de 1992 no navegador (versão html).


Palavras-chave para pesquisa no catecismo:

aborto
adultério
amor de Deus
anjos
apocalipse
batismo
blasfêmia
castidade
corpo de cristo
demônio
embrião
espírito santo
filho de Deus
graça de Deus
graça e justificação
idolatria
impureza
intercessão dos santos
juizo final
mal e sofrimento
nova aliança
oração
pai nosso
palavra de Deus
pecado original
pena de morte
pessoa humana
prostituição
purgatório
reino de Deus
ressurreição
santidade
santíssima trindade
vida cristã
vida eterna
virgem maria
Imagem de Maria Santíssima PESQUISAR NOS ARTIGOS
Expressões mais frequentes encontradas no catecismo da Igreja.
"Estudando o 'Catecismo da Igreja Católica', pode-se captar a maravilhosa unidade do mistério de Deus, do seu desígnio de salvação, bem como a centralidade de Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus, enviado pelo Pai, feito homem no seio da Santíssima Virgem Maria por obra do Espírito Santo, para ser o nosso Salvador.
Morto e ressuscitado, Ele está sempre presente na sua Igreja, particularmente nos sacramentos; ele é a fonte da fé, o modelo do agir cristão e o Mestre da nossa oração."
  PESQUISAR NA BÍBLIA ....
 
Veja como publicar as caixas acima em seu blog ou site
Livre arbítrio, bênção ou maldição? (85)
Doações são bem-vindas para manter e promover o site.

-= Grupo Católicos Online no Face =-
-= Cristãos Online no Face =-
Assine RSS Católicos Online

Agradeçamos a Deus de quem procede toda boa dádiva; queira Ele abençoar todo o trabalho realizado visando tão somente a sua glória.

Estai sempre prontos para dar uma explicação para quem pedir a razão de vossa esperança. (1Pd, 3,15) [São Pedro]

1Cor 11,27: "Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpável do corpo e do sangue do Senhor."

Ora, como alguém pode comer sua própria condenação, se fosse apenas pão?

S. Paulo é taxativo:

1Cor 11,29: "Aquele que o come e o bebe sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação."

Só Vós, Senhor!


< center>

Catecismo Católico