Católicos Online                       
  


 Henri Boulard

Podemos ter quatro meses de férias que valham quarenta anos porque proporcionam experiências tão ricas e intensas que, em um verão, vivemos toda uma vida. Para outras pessoas, esses quatro meses valem menos de quatro horas, porque foram um tempo vazio, de mera ausência. O tempo verdadeiro não é o do relógio ou do calendário, mas o tempo da consciência.
Não é tempo que nos falta, falta-nos ânimo.