||  Início  ->  O Bom Pastor

Homilia do Quarto Domingo da Páscoa, O Bom Pastor (15/05/2011)

Primeira Leitura:
ATOS: Atos dos Apóstolos (At), capítulo 2
(14) Pedro então, pondo-se de pé em companhia dos Onze, com voz forte lhes disse: Homens da Judéia e vós todos que habitais em Jerusalém: seja-vos isto conhecido e prestai atenção às minhas palavras. (15) Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, visto não ser ainda a hora terceira do dia. (16) Mas cumpre-se o que foi dito pelo profeta Joel: (17) Acontecerá nos últimos dias - é Deus quem fala -, que derramarei do meu Espírito sobre todo ser vivo: profetizarão os vossos filhos e as vossas filhas. Os vossos jovens terão visões, e os vossos anciãos sonharão. (18) Sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei naqueles dias do meu Espírito e profetizarão. (19) Farei aparecer prodígios em cima, no céu, e milagres embaixo, na terra: sangue fogo e vapor de fumaça. (20) O sol se converterá em trevas e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor. (21) E então todo o que invocar o nome do Senhor será salvo (Jl 3,1-5). (22) Israelitas, ouvi estas palavras: Jesus de Nazaré, homem de quem Deus tem dado testemunho diante de vós com milagres, prodígios e sinais que Deus por ele realizou no meio de vós como vós mesmos o sabeis, (23) depois de ter sido entregue, segundo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de ímpios. (24) Mas Deus o ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, porque não era possível que ela o retivesse em seu poder. (25) Pois dele diz Davi: Eu via sempre o Senhor perto de mim, pois ele está à minha direita, para que eu não seja abalado. (26) Alegrou-se por isso o meu coração e a minha língua exultou. Sim, também a minha carne repousará na esperança, (27) pois não deixarás a minha alma na região dos mortos, nem permitirás que o teu santo conheça a corrupção. (28) Fizeste-me conhecer os caminhos da vida, e me encherás de alegria com a visão de tua face (Sl 15,8-11). (29) Irmãos, seja permitido dizer-vos com franqueza: do patriarca Davi dizemos que morreu e foi sepultado, e o seu sepulcro está entre nós até o dia de hoje. (30) Mas ele era profeta e sabia que Deus lhe havia jurado que um dos seus descendentes seria colocado no seu trono. (31) É, portanto, a ressurreição de Cristo que ele previu e anunciou por estas palavras: Ele não foi abandonado na região dos mortos, e sua carne não conheceu a corrupção. (32) A este Jesus, Deus o ressuscitou: do que todos nós somos testemunhas. (33) Exaltado pela direita de Deus, havendo recebido do Pai o Espírito Santo prometido, derramou-o como vós vedes e ouvis. (34) Pois Davi pessoalmente não subiu ao céu, todavia diz: O Senhor disse a meu Senhor: Senta-te à minha direita (35) até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés (Sl 109,1). (36) Que toda a casa de Israel saiba, portanto, com a maior certeza de que este Jesus, que vós crucificastes, Deus o constituiu Senhor e Cristo. (37) Ao ouvirem essas coisas, ficaram compungidos no íntimo do coração e indagaram de Pedro e dos demais apóstolos: Que devemos fazer, irmãos? (38) Pedro lhes respondeu: Arrependei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. (39) Pois a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus. (40) Ainda com muitas outras palavras exortava-os, dizendo: Salvai-vos do meio dessa geração perversa! (41) Os que receberam a sua palavra foram batizados. E naquele dia elevou-se a mais ou menos três mil o número dos adeptos.
Segunda Leitura:
EPISTOLAS CATÓLICAS: Primeira Epístola de São Pedro (1Pd), capítulo 2
(20) Que mérito teria alguém se suportasse pacientemente os açoites por ter praticado o mal? Ao contrário, se é por ter feito o bem que sois maltratados, e se o suportardes pacientemente, isto é coisa agradável aos olhos de Deus. (21) Ora, é para isto que fostes chamados. Também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo para que sigais os seus passos. (22) Ele não cometeu pecado, nem se achou falsidade em sua boca (Is 53,9). (23) Ele, ultrajado, não retribuía com idêntico ultraje, ele, maltratado, não proferia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça. (24) Carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados (Is 53,5). (25) Porque éreis como ovelhas desgarradas, mas agora retornastes ao Pastor e guarda das vossas almas.
EVANGELHOS: Evangelho segundo São João (Jo), capítulo 10
(1) Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador.
(2) Mas quem entra pela porta é o pastor das ovelhas.
(3) A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz à pastagem.
(4) Depois de conduzir todas as suas ovelhas para fora, vai adiante delas, e as ovelhas seguem-no, pois lhe conhecem a voz.
(5) Mas não seguem o estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.
(6) Jesus disse-lhes essa parábola, mas não entendiam do que ele queria falar.
(7) Jesus tornou a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.
(8) Todos quantos vieram antes de mim foram ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram.
(9) Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim será salvo, tanto entrará como sairá e encontrará pastagem.
(10) O ladrão não vem senão para furtar, matar e destruir. Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância.
(502) Homilia do Padre Paulo Ricardo:PLAYER AQUI

Catequese Bíblico-Missionária

A Realidade

Vivemos, parece, sob o domínio do egoísmo e do individualismo. Ninguém faz nada sem tirar alguma vantagem. Se não for por jogo de interesses, nada se faz, a economia não gira, o mundo fica parado. A economia, o dinheiro, como símbolo do interesse, é o grande motor. Em favor dos outros, apenas pela alegria de servir, ninguém faz nada. Acontece até na religião, na multiplicação de movimentos e de igrejas que se abrem cada dia. Movendo tudo está sempre o bolso. É a lei do Senhor Mercado.

A Palavra

O pastor, no Primeiro Testamento, é símbolo do governante. Ezequiel fala dos governantes que só pensam em se aproveitar, pastores que só querem saber do leite, da lã e da carne das ovelhas. Do povo, das ovelhas mesmas, não cuidam. Não curam as doentes ou fracas e permitem que as mais fortes afastem as outras do cocho. O Profeta diz: Deus será agora o único pastor, ele é o dono das ovelhas.

No Evangelho Jesus retoma essa comparação. O pastor verdadeiro, que cuida mesmo das ovelhas e por elas dá a vida é Jesus. Outros só vieram para roubar, sacrificar, destruir. Ele veio para que todos tenham vida.

Ele é o oposto do empregado, que não é o dono das ovelhas. Quem só trabalha pensando no salário ou no lucro, ao primeiro sinal de perigo, foge e abandona as ovelhas, não tem interesse por elas. Jesus ó o verdadeiro pastor, seu interesse são as ovelhas, é capaz de livremente dar a vida por elas, ele as conhece e por elas é conhecido, tem com elas a mesma intimidade que tem com o Pai.

Faz isso por causa da missão que recebeu, de dar a vida e retomá-la novamente. Dá a própria vida, para abrir para todos o caminho da Vida.

Exemplo disso vemos na Primeira Leitura. Quando Jesus foi preso, Pedro tremeu diante de uma empregada do Sumo Sacerdote. Agora, a fé na ressurreição dá a ele a coragem de enfrentar diretamente os Sumos Sacerdotes e autoridades judaicas.

O Mistério

"Celebramos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!" Eucaristia é celebração da vida que nasce da morte, é celebrar a esperança que brota da entrega de si para que todos tenham vida. Esquecer-se de si e morrer em favor do outro, em favor do todo, é o que dá esperança e abre o caminho para a Vida.

Pe. José Luiz Gonzaga do Prado, Diocese de Guaxupé - MG