||  Início  ->  A Liberdade de Crer

A Liberdade de Crer (15/04/2012)

Primeira Leitura:
ATOS: Atos dos Apóstolos (At), capítulo 4
(32) A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém dizia que eram suas as coisas que possuía, mas tudo entre eles era comum. (33) Com grande coragem os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. Em todos eles era grande a graça. (34) Nem havia entre eles nenhum necessitado, porque todos os que possuíam terras e casas vendiam-nas, (35) e traziam o preço do que tinham vendido e depositavam-no aos pés dos apóstolos. Repartia-se então a cada um deles conforme a sua necessidade.
Segunda Leitura:
EPISTOLAS CATÓLICAS: Primeira Epístola de São João (1Jo), capítulo 5
(1) Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu de Deus, e todo o que ama aquele que o gerou, ama também aquele que dele foi gerado. (2) Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: se amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. (3) Eis o amor de Deus: que guardemos seus mandamentos. E seus mandamentos não são penosos, (4) porque todo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. (5) Quem é o vencedor do mundo senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? (6) Ei-lo, Jesus Cristo, aquele que veio pela água e pelo sangue, não só pela água, mas pela água e pelo sangue. E o Espírito é quem dá testemunho dele, porque o Espírito é a verdade.
EVANGELHOS: Evangelho segundo São João (Jo), capítulo 20
(19) Na tarde do mesmo dia, que era o primeiro da semana, os discípulos tinham fechado as portas do lugar onde se achavam, por medo dos judeus. Jesus veio e pôs-se no meio deles. Disse-lhes ele: A paz esteja convosco!
(20) Dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos alegraram-se ao ver o Senhor.
(21) Disse-lhes outra vez: A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós.
(22) Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: Recebei o Espírito Santo.
(23) Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados, àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos.
(24) Tomé, um dos Doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.
(25) Os outros discípulos disseram-lhe: Vimos o Senhor. Mas ele replicou-lhes: Se não vir nas suas mãos o sinal dos pregos, e não puser o meu dedo no lugar dos pregos, e não introduzir a minha mão no seu lado, não acreditarei!
(26) Oito dias depois, estavam os seus discípulos outra vez no mesmo lugar e Tomé com eles. Estando trancadas as portas, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse: A paz esteja convosco!
(27) Depois disse a Tomé: Introduz aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos. Põe a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas homem de fé.
(28) Respondeu-lhe Tomé: Meu Senhor e meu Deus!
(29) Disse-lhe Jesus: Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto!
(30) Fez Jesus, na presença dos seus discípulos, ainda muitos outros milagres que não estão escritos neste livro.
(31) Mas estes foram escritos, para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome.
(239) Homilia do Padre Paulo Ricardo :PLAYER AQUI
Presbíteros: Ver Roteiro Homilético
Ver Homilia de Dom Henrique Soares

A Liberdade de Crer

As aparições de Jesus ressuscitado sempre deixam uma profunda liberdade. Podemos escolher a fé ou a dúvida. O caminho de São Tomé é na verdade o caminho de todo fiel: com a ressurreição de Jesus não se dá apenas uma vitória da Vida sobre a morte, mas igualmente uma vitória da Fé sobre a dúvida.

Tomé diz: "Meu Senhor e meu Deus".
Não existe profissão de fé mais clara e mais profunda em todo novo testamento que esta de São Tomé. Ele torna-se o modelo do cristão que crê. A vitória da fé sobre a dúvida.

Quando Jesus aparece após a ressurreição, em todas as narrativas, é deixada margem para dúvidas. Os discípulos ahcam que é Ele... mas não ousam afirmar.
Ele não apareceu para os poderosos, mas para os apóstolos, algumas mulheres, os discípulos de Emaús...

O Papa Bento XVI fala sobre as aparições da ressurreição de Jesus:
"Não é esse precisamente o estilo divino, não impor pela força, mas dar liberdade e suscitar o amor? Não é o aparente pequeno exatamente o grande?"

Deus não se impõe, mas dá ao homem a liberdade de escolha, de adesão através da fé.
Os discípulos muitas vezes têm dificuldades de crer na ressurreição em Jesus porque 'é bom demais pra ser verdade...'.
É através de pequenos sinais e gestos que Jesus vai mostrando que é Ele mesmo.

Padre Paulo Ricardo