||  Início  ->  Corpus Christi

O Corpo de Cristo (07-06-2012)

Primeira Leitura:
PENTATEUCO: Livro do Êxodo (Ex), capítulo 24
(3) Moisés veio referir ao povo todas as palavras do Senhor, e todas as suas leis, e o povo inteiro respondeu a uma voz: “Faremos tudo o que o Senhor disse.” (4) E Moisés escreveu todas as palavras do Senhor. No dia seguinte, de manhã, edificou um altar ao pé da montanha e levantou doze estelas para as doze tribos de Israel. (5) Enviou jovens dentre os israelitas, os quais ofereceram holocaustos e sacrifícios ao Senhor e imolaram touros em sacrifícios pacíficos. (6) Moisés tomou a metade do sangue para metê-lo em bacias, e derramou a outra metade sobre o altar. (7) Tomou o livro da aliança e o leu ao povo, que respondeu: “Faremos tudo o que o Senhor disse e seremos obedientes.” (8) Moisés tomou o sangue para aspergir com ele o povo: “Eis, disse ele, o sangue da aliança que o Senhor fez convosco, conforme tudo o que foi dito.”
Segunda Leitura:
HEBREUS: Epístola aos Hebreus (Hb), capítulo 9
(11) Porém, já veio Cristo, Sumo Sacerdote dos bens vindouros. E através de um tabernáculo mais excelente e mais perfeito, não construído por mãos humanas (isto é, não deste mundo), (12) sem levar consigo o sangue de carneiros ou novilhos, mas com seu próprio sangue, entrou de uma vez por todas no santuário, adquirindo-nos uma redenção eterna. (13) Pois se o sangue de carneiros e de touros e a cinza de uma vaca, com que se aspergem os impuros, santificam e purificam pelo menos os corpos, (14) quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu como vítima sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência das obras mortas para o serviço do Deus vivo? (15) Por isso ele é mediador do novo testamento. Pela sua morte expiou os pecados cometidos no decorrer do primeiro testamento, para que os eleitos recebam a herança eterna que lhes foi prometida.
EVANGELHOS: Evangelho segundo São Marcos (Mc), capítulo 14
(12) No primeiro dia dos Ázimos, em que se imolava a Páscoa, perguntaram-lhe os discípulos: Onde queres que preparemos a refeição da Páscoa?
(13) Ele enviou dois dos seus discípulos, dizendo: Ide à cidade, e sair-vos-á ao encontro um homem, carregando um cântaro de água.
(14) Segui-o e, onde ele entrar, dizei ao dono da casa: O Mestre pergunta: Onde está a sala em que devo comer a Páscoa com os meus discípulos?
(15) E ele vos mostrará uma grande sala no andar superior, mobiliada e pronta. Fazei ali os preparativos.
(16) Partiram os discípulos para a cidade e acharam tudo como Jesus lhes havia dito, e prepararam a Páscoa.
(17) Chegando a tarde, dirigiu-se ele para lá com os Doze.
(18) E enquanto estavam sentados à mesa e comiam, Jesus disse: Em verdade vos digo: um de vós que come comigo me há de entregar.
(19) Começaram a entristecer-se e a perguntar-lhe, um após outro: Porventura sou eu?
(20) Respondeu-lhes ele: É um dos Doze, que se serve comigo do mesmo prato.
(21) O Filho do homem vai, segundo o que dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem for traído! Melhor lhe seria que nunca tivesse nascido...
(22) Durante a refeição, Jesus tomou o pão e, depois de o benzer, partiu-o e deu-lho, dizendo: Tomai, isto é o meu corpo.
(23) Em seguida, tomou o cálice, deu graças e apresentou-lho, e todos dele beberam.
(24) E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado por muitos.
(25) Em verdade vos digo: já não beberei do fruto da videira, até aquele dia em que o beberei de novo no Reino de Deus.
(26) Terminado o canto dos Salmos, saíram para o monte das Oliveiras.
Homilia do Padre José Ruy:PLAYER AQUI
Canção Nova: Homilia
...