||  Início  ->  Listagem resumida

RSS Católicos Online

↑ Grab this Headline Animator

Prêmio aos maus estudantes
 Os maus estudantes recebem subsídio!
Entrevista com o Pe Bartolome Menchén sobre sua experiência nos países nórdicos da Europa (fevereiro 1991).

PAL.: "Passemos ao tema do ensino".

B.M.: "Toda a responsabilidade educacional foi transferida para o Estado ou, melhor, o Estado se apropriou dela. Praticamente não existe escola não estatal. Desde que nasce, o menino 'goza' dos desvelos do papai-Estado. Irá para uma instituição maternal a partir dos seis meses até começar a etapa escolar. A escola que ele freqüentar, lhe dará o mesmo tipo de ensinamento uniformizado e pragmático, ao qual não é necessário que preste muita atenção.

Recentemente na Suécia foi apresentado um plano-piloto original de 'subsídio escolar' para tentar superar os problemas causados pelos alunos rebeldes. A Delegacia Escolar de Perstorp paga uma quantia mensal aos maus alunos para que assistam às aulas e se comportem bem ou, ao menos, não se comportem agressivamente mal. O presidente do Conselho Superior de Ensino anunciou que, se o método der resultado, será introduzido em todas as escolas suecas.

Não deixa de ser significativo que haja recurso ao dinheiro para tentar superar profundos problemas humanos; talvez já se tenha perdido a confiança nos recursos éticos da sociedade".

Ver artigo completo de Dom Estêvão Bettencourt intitulado 'O Bem-estar que Não Satisfaz'.