PROTESTANTISMO (2311)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Diversos: Livros - Sol Eucarístico e Trevas Protestantes - por Padre Júlio Maria

Link para o PDF:

O Sol Eucarístico e as Trevas Protestantes

A Presença Real.
Muitos panfletos protestantes procuram refutar e combater a real presença da divindade no pão e no sangue consagrados.

Provemos pois esta verdade, pela palavra da Sagrada Escritura, para mostrar a todos os protestantes, mas ignorantes, que para combater dogmas católicos não é bastante ter no coração ódio a Igreja Católica. É preciso também um pouco de raciocínio no espírito e um pouco de compreensão da palavra de Deus e não se apoiar sobre jogo de palavras, verdadeira brincadeira de crianças como são esses panfletos tidos como grande ciência.
Não há nisto ciência alguma, mas apenas a triste obsessão de combater o que a Igreja Católica ensina.

A palavra Eucaristia significa "ação de graças" e designa a presença real e substancial de Jesus Cristo debaixo das aparências de pão e vinho.

Cristo diz: "Isto é meu corpo". O protestante exclama: "Não, Senhor, é um pedaço de pão!".
Cristo ajunta: "Minha carne é verdadeira comida". O protestante objeta: "Não, Senhor, esse pão não é a tua carne!".
O Cristo completa: "O que me come... viverá por mim". O protestante insiste: "Não, Senhor, não comemos a ti, é simplesmente um pedaço de pão!".
O Cristo repete: "O que come a minha carne fica em mim...". O protestante blasfema: "Não não é tia carne porque não quero; é uma ceia, uma simples lembrança... tu estás enganado, ó Cristo, não entendes de Bíblia... de tudo o que afirmas, nada é verdade."

O protestante faz da Bíblia um ídolo e o adora, desprezando as verdades que ela ensina.
Oh! como S. Paulo teve razão quando escreveu aos Romanos (Rm 1,21,22):
"Tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus... antes se desvaneceram. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos".

Um tal procedimento revolta o bom senso, a lealdade, a reta consciência.

Se o Cristo voltasse à terra, com que veemência Ele repetiria em frente das vossas casas de culto, dirigindo-se aos vossos falsos ministros:
"Ai de vós, fariseus hipócritas, que fechais aos homens o Reino dos Céus porque nem vós entrais, nem deixais entrar aqueles que desejam" (Mt 23,13).
"Ai de vós... hipócritas, porque percorreis mar a terra para fazer um prosélito, e depois de o ter ganho, o fazeis filho do inferno, duas vezes mais do que a vós" (Mt 23,15).

Padre Júlio Maria
Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
10 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)