DOUTRINA (8689)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Pregações: Igreja - Há pecados que só o Papa pode perdoar? - por Padre Paulo Ricardo

(áudio)

Existe algum pecado que somente o papa pode perdoar?

O que acontece é o seguinte... há pecados que além de serem pecados são também "crimes canônicos".
Nem todo pecado é crime canônico, legislado no código de direito canônico como crime. Este fala dos pecados que, além de pecados, são também crimes. Note-se que é necessário fazer assim para manter a ordem e a disciplina na Igreja.
Esses pecados que são considerados também crimes acarretam, por parte da Igreja, a pena da excomunhão automática.
E quais são esses pecados?

Comecemos por dois que os bispos podem perdoar:

1) O pecado do aborto.
Se você matar alguém, não há excomunhão. Como já é crime no direito civil, a Igreja não precisa nada especial para qualificá-lo como crime ou acrescentar-lhe penas.
O aborto não é crime em muitos países e a Igreja, para mostrar que é crime claramente e garantir a criminalização do aborto, o qualifica como crime no código de direito canônico por meio da excomunhão que é a pena imposta pela Igreja.
E quem pode perdoar o pecado do aborto?
O bispo e os padres a quem o bispo tenha concedido essa autorização.

2) O crime da apostasia, da heresia e do cisma.
Se você pregar uma heresia, é excomungado automaticamente.
Este pode ser perdoado na própria diocese pelo bispo ou qualquer sacerdote autorizado pelo bispo.

Nesses dois casos a absolvição da pena da excomunhão não é reservada à Santa Sé.

Vejamos agora os crimes cuja absolvição da pena da excomunhão é reservada à Santa Sé.

1) Profanação do Santíssimo Sacramento. Por exemplo, roubar a hóstia e levar para um terreno de macumba. Neste caso, a absolvição desse pecado considerado também crime precisa ser solicitada à Santa Sé.
2) Violência física contra o romano pontífice.
3) Cúmplice de pecado grave contra o sexto mandamento. Ou seja, a amante do padre se confessa com o mesmo padre; se o padre der a absolvição, o padre é excomungado e a absolvição é nula.
4) Consagração episcopal sem mandato pontifício. Quando um bispo sem autorização do Papa ordena outro bispo.
5) Violação do sigilo sacramental. Um padre que revele os pecados e o pecador de uma confissão.

Isto faz parte da disciplina da Igreja.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
#0•A1313•C598   2014-11-04 15:16:01 - Convidado/claudinei_2009@terra.com.br
lucas 5:18 E os escribas e os fariseus começaram a arrazoar, dizendo: Quem é este que diz blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, senão só Deus?

Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra poder de perdoar pecados (disse ao paralítico), a ti te digo: Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa.




Responder

#1•R598•C599   2014-11-04 18:38:26 - 14/Claudio Maria
Não é correto usar um versículo e ignorar outros.
O TODO deve ser levado em conta se quisermos ENTENDER sem nos iludir.

Neste caso, não devemos ignorar que Jesus mandou seus apóstolos "ide e perdoai os pecados, a quem os perdoardes serão perdoados, a quem os retiverdes, serão retidos".

Somando-se a isso, e de acordo com o contexto do artigo, sem isolar versículos ou pinçar meias-verdades, Jesus também deu a Pedro, a quem os papas são sucessores, as chaves do reino dos céus, dizendo a Pedro: "TE DAREI...", e somente a Pedro isso foi dito.


Responder


:-)