DOUTRINA (3246)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Pregações: Doutrina - Padrinhos Homossexuais, Pode? - por Padre Paulo Ricardo

(áudio)

Padrinhos Homossexuais, Pode?

Padre Paulo Ricardo responde a pergunta: Pode um casal de homossexuais ser padrinhos de batismo?

Uma pessoa que faz parte de uma pastoral de batismo foi procurada por um casal homossexual querendo saber se poderiam ser padrinhos.
O que dizer dessa situação?

Tiremos o foco da questão da sexualidade e examinemos as normas da Igreja que independem da orientação sexual. Ser padrinho é uma função, um ofício atribuído a uma pessoa. Quais são os prerequisitos para ser padrinho ou madrinha de batismo?
A função do padrinho é educar a criança na fé.

O cânon 874 diz:
1) seja designado pelo batizando, pelos pais ou responsável e tenha aptidão para cumprir o encargo.
2) tenha completado 16 anos ou tenha permissão do bispo... Ou seja, tenha idade para exercer a função.

Até aqui tudo bem. Agora vem o problema, o item 3...
3) seja católico, seja confirmado (crismado), tenha recebido a primeira comunhão e ...
... leve uma vida de acordo com a fé e o encargo que vai assumir.
Ou seja, no campo sexual a pessoa não pode estar vivendo uma situação de pecado. Se a pessoa vive uma vida pessoal com relações sexuais fora de um matrimônio sacramental, essa pessoa não pode ser padrinho. E essa proibição afeta qualquer pessoa que esteja em estado de pecado fora do sagrado matrimônio. Essa pessoa não vive uma vida de acordo com a fé.

A Igreja não tem uma norma específica com relação a homossexuais, mas tem normas gerais que se aplicam a todas as pessoas. Não há discriminação.

4) a pessoa não se encontre atingida por nenhuma pena canônica (como excomunhão, suspenso etc.)
5) não seja pai ou mãe do batizando.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)