O ARREBATAMENTO CONFORME AS ESCRITURAS

Arrebatamento da igreja, mentira ou verdade?

Meus irmãos católicos.

Vocês podem até estar estranhando o título do tópico, mas eu vou explicar do que se trata: é lógico que o arrebatamento é bíblico, o que não é bíblico é esse tal “arrebatamento da igreja” que os protestantes ensinam; mas eu vou explicar melhor.

Quantas vezes vocês tiveram que escutar a besteira de que um dia toda a “santa igreja” (eles,  os protestantes) será arrebatada para os céus e nós, católicos, da única e verdadeira igreja de Jesus Cristo, ficaremos aqui sofrendo tormentos divinos no que eles chamam de “grande tribulação”? Pois bem meus irmãos, isso não passa de mais uma mentira desses falsos profetas.

1º) Por que as tribulações já ocorreram todas no século I como eu Já provei no tópico (Tribulação já aconteceu em 70 D.C durante a destruição do Templo.) e não há registro algum de que alguém teria sido arrebatado naquele momento.

2º) Por que São Paulo afirma que esse tal arrebatamento só ocorrerá depois da ressurreição dos mortos e segundo a escatologia bíblica essa ressurreição só ocorrerá no Juízo final, depois de todas as tribulações terem cessado e também o reino milenar de Cristo ter acabado com sua volta, fato narrado no capitulo 20 de apocalipse.

3º) Por que esse tal arrebatamento não se trata de uma abdução celestial pré-tribulacionista onde Deus ira abduzir alguns santinhos da desgraça protestante e deixar os Católicos sofrendo com pragas divinas, São Paulo diz muito bem em (I Coríntios capítulo 15) que todos os que estiverem vivos no dia da ressurreição passarão pela transformação corporal e em (I Tessalonicenses capítulo 4) São Paulo deixa bem claro que todos os que estiverem vivos serão levados juntos com os forem ressuscitados.

Vamos explicar isso Biblicamente:

A primeira coisa que devemos entender é o real significado da ressurreição dos mortos, o porquê e como ela ocorrerá, já que biblicamente está mais do que provado que esse arrebatamento só ocorrerá depois da ressurreição dos mortos; vamos entender isso:

"2. E por isto suspiramos e anelamos ser sobrevestidos da nossa habitação celeste,
3. contanto que sejamos achados vestidos e não despidos. 4. Pois, enquanto permanecemos nesta tenda, gememos oprimidos: desejamos ser não despojados, mas revestidos com uma veste nova por cima da outra, de modo que o que há de mortal em nós seja absorvido pela vida. 9. É também por isso que, vivos ou mortos, nos esforçamos por agradar-lhe. 10. Porque teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo. Ali cada um receberá o que mereceu, conforme o bem ou o mal que tiver feito enquanto estava no corpo" (II Coríntios capítulo 5)

Bem meus irmãos.

Nesses versículos podemos observar que todos nós teremos que comparecer no tribunal de Jesus Cristo, menos os Santos Canonizados, pois eles não serão mais julgados, eles receberam o poder de julgar e a segunda morte não poderá afetá-los; o mais importante nesses versículos é a forma com que São Paulo prega, ele diz que no tribunal de Cristo seremos julgados segundo o (bem e o mal) que fizemos (nesse corpo), por isso no dia do julgamento não podemos estar com esse corpo mortal. Então ocorrerá a ressurreição dos mortos, pois eles ressuscitarão com seus corpos gloriosos.

Podemos observar isso na primeira carta de São Paulo aos Coríntios:

"35. Mas, dirá alguém, como ressuscitam os mortos? E com que corpo vêm? 36. Insensato! O que semeias não recobra vida, sem antes morrer. 37. E, quando semeias, não semeias o corpo da planta que há de nascer, mas o simples grão, como, por exemplo, de trigo ou de alguma outra planta. 38. Deus, porém, lhe dá o corpo como lhe apraz, e a cada uma das sementes o corpo da planta que lhe é própria. 39. Nem todas as carnes são iguais: uma é a dos homens e outra a dos animais; a das aves difere da dos peixes. 40. Também há corpos celestes e corpos terrestres, mas o brilho dos celestes difere do brilho dos terrestres. 41. Uma é a claridade do sol, outra a claridade da lua e outra a claridade das estrelas; e ainda uma estrela difere da outra na claridade. 42. Assim também é a ressurreição dos mortos. Semeado na corrupção, o corpo ressuscita incorruptível;" (II Coríntios capítulo 15)

Lendo o texto podemos observar que no dia do juízo os mortos serão ressuscitados para comparecer no tribunal de Jesus Cristo, mas ressuscitados com seus corpos incorruptíveis, ou seja, o que chamamos de corpos gloriosos ou um corpo celestial e nesse corpo glorioso é que seremos julgados segundo as obras que fizemos no corpo terrestre, no qual após a morte ele volta para o pó de onde ele veio.

Mas você leitor pode estar me perguntando, o que tudo isso tem a ver com o arrebatamento?

A resposta é simples:

O que acontecerá com aqueles que ainda estiverem vivos no dia em que Jesus voltar e ressuscitar os mortos para comparecer em seu tribunal? Acontecerá a chamada transformação corporal, e essa transformação acontecerá com todos que ainda estiverem vivos no dia em que Jesus voltar, não só para alguns santinhos protestantes, isso ocorrerá tanto para o justo quanto para o ímpio menos para os santos canonizados.

Esse tal arrebatamento onde a palavra mais correta seria transladação nada mais é do que uma morte e uma ressurreição instantânea como São Paulo mesmo diz, (em um piscar de olhos) e assim tanto os mortos que foram ressuscitados quanto os vivos que foram transformados, tanto o justo quanto o ímpio serão (levados) para o tribunal de Cristo, onde serão julgados. Esse é o tal arrebatamento: uma transformação corporal e o comparecimento no tribunal de Jesus Cristo.

Agora eu vou provar a vocês que tanto a transformação corporal quanto o arrebatamento para o tribunal de Cristo será para todos o que estiverem vivos tanto justo quanto ímpio menos para os Santos canonizados.

Antes de tudo Cristo voltara com seus santos e anjos:

"13. Que ele confirme os vossos corações, e os torne irrepreensíveis e santos na presença de Deus, nosso Pai, por ocasião da vinda de nosso Senhor Jesus com todos os seus santos!" (I Tessalonicenses capítulo 3)

"14. Também Henoc, que foi o oitavo patriarca depois de Adão, profetizou a respeito deles, dizendo: Eis que veio o Senhor entre milhares de seus anjos" (Judas capítulo 1)

1º) Todos que estiverem vivos sofrerão a transformação corporal e os que estavam mortos ressuscitaras.

"51. Eis que vos revelo um mistério: nem todos morreremos, mas todos seremos transformados, 52. num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta (porque a trombeta soará). Os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados" (I Coríntios capítulo 15)

2º) Todos que estiverem vivos serão arrebatados ou transladados junto com todos os ressuscitados.

"15. Eis o que vos declaramos, conforme a palavra do Senhor: por ocasião da vinda do Senhor, nós que ficamos ainda vivos não precederemos os mortos. 16. Quando for dado o sinal, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, o mesmo Senhor descerá do céu e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro. 17. Depois nós, os vivos, os que estamos ainda na terra, seremos arrebatados juntamente com eles sobre nuvens ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor" (I Tessalonicenses capítulo 4)

3º) Todos comparecerão no tribunal de Cristo menos os Santos que receberam o poder de nos julgar.

"10. Porque teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo. Ali cada um receberá o que mereceu, conforme o bem ou o mal que tiver feito enquanto estava no corpo" (II Coríntios capítulo 5)

"4. Vi também tronos, sobre os quais se assentaram aqueles que receberam o poder de julgar: eram as almas dos que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e todos aqueles que não tinham adorado a Fera ou sua imagem, que não tinham recebido o seu sinal na fronte nem nas mãos. Eles viveram uma vida nova e reinaram com Cristo por mil anos" (Apocalipse capítulo 20)

"6. Feliz e santo é aquele que toma parte na primeira ressurreição! Sobre eles a segunda morte não tem poder, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo: reinarão com ele durante os mil anos" (Apocalipse capítulo 20)

4º) Após o julgamento haverá a separação entre ímpio e justo (direita e esquerda).

"31. Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso. 32. Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34. Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, 41. Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: - Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos"(Mateus capítulo 25)

5º) O justo ganhará o Reino e o ímpio será jogado no lago de fogo.

"13. O mar restituiu os mortos que nele estavam. Do mesmo modo, a morte e a morada subterrânea. Cada um foi julgado segundo as suas obras. 14. A morte e a morada subterrânea foram lançadas no tanque de fogo. A segunda morte é esta: o tanque de fogo.15. Todo o que não foi encontrado inscrito no livro da vida foi lançado ao fogo"(Apocalipse capítulo 20)  

"3. Ao mesmo tempo, ouvi do trono uma grande voz que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens. Habitará com eles e serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles" (Apocalipse capítulo 21)

Essa é a cronologia do arrebatamento; o mais impressionante é que toda essa cronologia do arrebatamento só ocorrerá depois da ressurreição dos mortos e na escatologia do apocalipse a ressurreição dos mortos só acontecerá com o fim das tribulações, em nenhum momento a bíblia afirma existir uma ressurreição dos mortos ou algum tipo de arrebatamento antes de alguma tribulação.

Aos pré-tribulacionistas que pregam o tal arrebatamento da igreja, isso é tudo maluquice. 

E mais uma vez a mentira acaba.

Autor: Cris Macabeus.
Fonte:
http://macabeus.rede.comunidades.net/index.php?pagina=1622654033_01

 

Mateus 24

34. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça.

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
9 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
#0•A2927•C370   2013-10-15 18:35:04 - Convidado/Moysés Magno
A falta de moral e verdade da seita catolico-romana,não aceita qualquer critica que a pseudovestal de Roma venha a fazer!
Useiros e vezeiros no falsear as Escrituras nada mais que vcs digam merece crédito!
O que vcs precisam e tomar vergonha na cara e se converter ao Evangelho!

Responder

#1•R370•C381   2013-10-28 13:59:05 - 1/Manager
Sugiro estudar a história do cristianismo e conhecer melhor a fé que pretende refutar antes de sair por aí vomitando tanta bobagem.

Quem acusa tem que provar, ou é calúnia e Deus vai lhe cobrar pesado por causa disso.

"Com a medida que medirdes, sereis julgados."

Pobres protestantes, que se escondem atrás de uma Bíblia para iludirem a si mesmos.
Preferem crer numa INTERPRETAÇÃO particular das escrituras, pois assim podem crer no que querem.
Isso é fé? Não. É ceticismo disfarçado.
Quem se faz de juiz da igreja dos outros para esconder sua pouca fé......

Ler mais...  -  Responder
#1•R370•C371   2013-10-16 09:56:46 - Convidado/Claudio Maria
Gosto de ver a profundidade dos argumentos protestantes.

Sabe por que?
Porque protestante se enforca na própria corda. Mais falam, mais argumentam, mais acusam, mais ficam evidentes as incoerências, as mentiras e a falta de honestidade intelectual dos que assim procedem, levando à conclusão inevitável da falsidade do protestantismo.

Que Deus seja o seu juiz e os corrija.

Responder


:-)