A FONTE DO AMOR

 

A nossa capacidade de nos amar e amar o nosso semelhante provém do nosso amor a Deus. O fundamento para o bem e o real sentido para vida é o amor. Todo o nosso proceder advém de uma fonte. Dependendo desta fonte, fica determinado o nosso relacionamento se com ou sem sucesso. O futuro torna-se tomado de vitória ou de derrota do que recebeu ou não dessa fonte.

 

O mundo oferece com toda a sua poderosa máquina de propaganda a fonte venenosa do ódio, do egoísmo, da inveja, da idolatria do poder, do dinheiro, da luxúria e dos vícios. O resultado de tudo isso é a violência, perdas de vidas, separação, doenças e todos os tipos de desgraças.

 

É inteligente, é salutar, é ser corajoso buscar e viver da fonte do amor. Construir sempre a dimensão da fortaleza do amor. Bebendo continuamente da fonte do amor para que possamos viver a delícia da felicidade.

 

Tudo se ganha pelo poder do amor. O mandamento do amor vale mais do que todos os tesouros do mundo. “E este é o mandamento que dele recebemos: aquele que ama a Deus, ame também o seu irmão.” (1 Jo 4, 21).

 

Muitas pessoas ao pensarem sobre si mesmas pensam que estão amando aos outros. Será que estamos amando mesmo, ou nos enganando a nós mesmos? Estamos realmente amando, se:

 

·                    Formos amados, isto é, se tivermos recebido primeiramente o amor de Deus (1Jo 4,19);

·                    Amarmos a Deus de todo o nosso coração (1 Jo 5,2; Mt 22,37);

·                    Obedecermos aos mandamentos de Deus (1 Jo 5,3);

·                    Amarmo-nos a nós mesmos (Mt 22,39);

·                    Amarmos os irmãos e irmãs que encontramos durante nossa vida (1 Jo 4,20);

·                    Amarmos a nossos inimigos (Mt 5,44);

 

É o Espírito Santo que derrama o amor de Deus em nossos corações para termos o poder de amar (Rm 5,5).

 

Quando vemos o que significa ser amado, percebemos que não muitas pessoas são amadas. Amar não é algo que possamos fazer por nosso próprio desejo. Não podemos “criar amor”. Amar é um dom, concedido gratuitamente por Deus àqueles que o desejam receber.

 

Abra o seu coração de forma total para receber o amor de Deus, Aquele que É Amor (1Jo 4,8. 16). Amar é ter saúde física, emocional e espiritual. Ganha muito quando se ama. Deus é a fonte do amor e dessa fonte beberemos eternamente.

 

Escreve o eremita do deserto do Saara Charles de Foucauld: “Adoro-vos profundamente, meu Deus. Adoro-vos de toda a minha alma e amo-vos com todas as forças de meu coração. Sou vosso, vosso unicamente. Todo o meu ser vos pertence. Também eu sou feliz, meu Deus, pois é a vós que amo antes de tudo” (Retiro em Nazaré, começo de novembro de 1897).

 

Pe. Inácio José do Vale

Irmãozinho da Visitação de Charles de Foucauld

E-mail: pe.inacio.jose@gmail.com

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)