OS VIVOS DO CÉU E A INTERCESSÃO DE ABEL POR CAIM

 

 

Não existem mortos no Céu:

 

"Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó. Ora, ELE NÃO É DEUS DOS MORTOS, MAS DEUS DOS VIVOS. (Mt 22. 31 e 32 e Ex 6.3)"

 

"Eu sou a Ressurreição e a Vida. Aquele que crê em Mim, MESMO QUE MORRA, VIVERÁ. Tu crês nisso? (São João 11, 25 e 26)"

 

Disto resulta, que entre os santos e CRISTO, existe a união moral mais íntima e santificante que pode existir entre Criador e criatura.

 

A alma espiritual dos santos, despida do corpo natural, torna-se no Paraíso, hóspede no Corpo Ressuscitado e Glorioso do Cristo, onde aguardará a ressurreição do próprio corpo no juízo final.

 

Inexiste qualquer sentido alegórico nas Escrituras, quando narram:

 

“nós, embora muitos, FORMAMOS UM SÓ CORPO EM CRISTO, E CADA UM DE NÓS É MEMBRO UM DO OUTRO." (Rom 4, 5)”

 

“Eu sou a videira; vós, os ramos. QUEM PERMANECER EM MIM E EU NELE, DÁ MUITO FRUTO PORQUE SEM MIM NADA PODEIS FAZER. [1]  (S. João 15, 5);

 

"todos fomos impregnados do mesmo Espírito. (I Cor 12, 13)” — “porque como o Corpo é um todo tendo muitos membros. (12, 12)

 

Essa união tem cunho moral, não substancial ou material, porque a nossa natureza e personalidade são conservadas para quando a alma espiritual reassumir o corpo ressuscitado.

 

Como explicou Tanquerey:

 

" a união entre corpo e alma é substancial, e não formam senão uma única e mesma natureza, uma única e mesma pessoa. Mas na União de nossa alma e Deus, conservamos sempre a nossa natureza e personalidade, e assim, ficamos essencialmente DISTINTOS DA DIVINDADE. (Compendio de Teologia Mística e Ascética. p. 55 e 56)"

 

Essa também é a posição dos Pais da Igreja:

 

"A Igreja em sua Autoridade (I Tim. 3, 15) ensina desde os tempos primitivos, que a ligação dos santos alcançada na fé que nos torna membros do Corpo de Cristo, NÃO SE EXTINGUE COM A MORTE FÍSICA; AO CONTRÁRIO, SOBREVIVE DE MODO DEFINITIVO À MEDIDA QUE OS SANTOS TROCAM ESTE CORPO NATURAL PELO CORPO DE CRISTO, ATÉ O DIA DA RESSURREIÇÃO DA CARNE."
 ( Santo Irineu de Lyon Livro I p. 64, Adversus Haereses, anos 120-180)”

 

As almas dos santos, que completaram o processo ascético de purificação na terra, como os mártires, são transladadas diretamente ao Paraíso.

 

Os santos, como os profetas veterotestamentários, e ABEL, os quais morreram sem ver O VERBO ENCARNADO e sua Paixão, também aguardavam sua vinda para que fossem libertos do Seio de Abraão [2], e do mesmo modo, levados ao Paraíso.

 

https://afecatolicanasescrituras.blogspot.com.br/2017/01/o-reino-de-deus-e-o-mesmo-que-paraiso.html

 

Mas numa ou noutra situação, os justos e santos já interagiam com Cristo.

 

Os santos do Seio de Abraão desfrutavam de Cristo em Espírito.

 

Já os que estão no Paraíso, desfrutam de Cristo em Carne e Espírito.

 

Mas interagiam com Cristo no seio de Abraão, porque CRISTO É ETERNO.

 

Não por outra razão, é que Deus se anuncia como sendo ainda o DEUS DE Isaac, Abraão e Jacó, mesmo quando estes já tinham "morrido para a vida terrena."

 

A morte física, na Graça, liberta o justo das limitações naturais do corpo, ligando-o de modo mais intenso com Cristo em seu Corpo Místico, até o dia da ressurreição:

 

“Sabemos que todo o tempo que passamos no corpo é um exílio longe do Senhor. Estamos, repito, cheios de confiança, preferindo ausentar-nos deste corpo PARA IR HABITAR JUNTO DO SENHOR. (I Cor. 5 -6, 7 e 8)”

 

Não há morte aos que estão em Cristo, ainda que se desencarnem pelo processo natural de deterioração da matéria:

 

“Pois estou persuadido de que NEM A MORTE [...] nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunhou em Cristo (Rom 8. 38 e 39)"

 

" já vos declaramos que estais em nosso coração, CONOSCO UNIDOS NA MORTE E UNIDOS NA VIDA. (II Cor 7,3)"

 

Nas Escrituras, não há distinção entre os santos da terra e do Céu:

 

“Ele nos manifestou o misterioso desígnio[…] DE REUNIR EM CRISTO TODAS AS COISAS, AS QUE ESTÃO NOS CÉUS E as que estão NA TERRA. (Ef 1. 9 e 10)”

 

Existe uma união sobrenatural entre todos os justos e santos, porque nossa relação com Cristo acontece num Corpo, e não em cada um de nós isoladamente:

 

“Formamos um só Corpo em Cristo, e CADA UM DE NÓS É MEMBRO UM DO OUTRO. (Rom 4, 5)”

 

“SOIS O CORPO DE CRISTO, E CADA UM de sua parte, É UM DOS SEUS MEMBROS. (I Cor 12, 27)”

 

Jesus é o Corpo Divino Uno formado por membros:

 

“Eu sou a videira; vós, os ramos. (Jo 15, 5)”

 

A União com Cristo é o que permite a interação plena dos membros entre si, e destes com Cristo, que “é a Cabeça do Corpo, da Igreja (Col 1. 18).”

 

Assim, a Única e Verdadeira Igreja, a qual se tornou Depositária das Verdades Reveladas é a extensão do Corpo de Cristo na terra.

 

“O que falta às tribulações de Cristo, COMPLETO na minha carne, por seu CORPO que é a IGREJA. (Col 1, 24)

 

Em seu Corpo Místico, o Céu e a terra se comunicam, formando a Família Espiritual:

 

"Consequentemente, já não sois hóspedes, nem peregrinos, mas sois CONCIDADÃO DOS SANTOS e MEMBROS DA FAMÍLIA DE DEUS." (Ef 2, 5)"

 

"[...] PELA IGREJA [...] por esta causa sobro os joelhos em presença do Pai, ao qual deve a sua existência toda FAMÍLIA NO CÉU E NA TERRA. (Ef 3, 15)"

 

A Comunhão entre os justos não é elemento estéril ou figura decorativa, mas efeito necessário ao progresso da Caridade, através da INTERCESSÃO.

 

"TODO O CORPO COORDENADO E UNIDO POR CONEXÕES que estão ao seu dispor, trabalhando cada um conforme a atividade que lhe é própria, efetua esse crescimento espiritual, VISANDO A PLENA EDIFICAÇÃO DA FÉ NA CARIDADE. (Ef 4. 16)

 

https://afecatolicanasescrituras.blogspot.com.br/2017/01/acaridade-e-o-unico-testemunho-da-fe.html

 

"tenham o mesmo CUIDADO UNS PARA COM OS OUTROS. (I Cor 25, 25)”

 

“MUTUAMENTE com afeição terna e fraternal. Adiantai-vos em HONRAR UNS AOS OUTROS. (Rom 10,12)

 

A Comunhão Universal dos Eleitos não é necessária para fortalecer Cristo, mas a nossa própria fé:

 

“onde DOIS OU TRÊS ESTÃO REUNIDOS em meu nome, aí estou Eu no meio deles; (Mt 18, 20)

 

A Divina Providencia reconhece a necessidade da intercessão, pois a “fé e o amor de muitos, é superior a fé e o amor de um.”

 

Um membro funciona quando todos os demais estão saudáveis ativos.

 

O Corpo Divino é a Estrutura Orgânica de comunicação com a Beatitude Divina:

 

“Se um membro sofre, TODOS OS MEMBROS PADECEM com ele; e se um membro é tratado com carinho, TODOS OS OUTROS SE CONGRATULAM POR ELE. (I Cor 12, 26)”

 

A Comunhão dos triunfantes com Deus, ora mortos na carne, mas vivos no Céu, está mais intensa que a dos perseverantes na terra, pois "NÓS QUE FICAMOS AINDA VIVOS, NÃO PRECEDEREMOS OS “MORTOS.” (I Ts 14, 15)”

 

A Comunhão com Cristo comunica aos santos a VISÃO BEATÍFICA, que lhes permite não apenas o Verbo sem enigmas, e mas ver tudo aquilo que o Verbo permitir, inclusive, o que está além da visão natural:

 

"As coisas que o olho não viu, são o que Deus preparou para os que o amam." (I Cor.2.5)

 

"Triunfe em vossos corações a paz de Cristo, para a qual fostes chamados, A FIM DE FORMAR UM ÚNICO CORPO. E sede agradecidos" (Col 3.15)”

 

Foi essa a vida eterna, comunicada a Abel, que lhe permitiu INTERCEDER junto a Deus por seu algoz.

 

Abel clamou em intercessão, e só pôde clamar porque era justo; e porque era justo, gozava da vida eterna com Deus:

 

“Porque nele se revela a justiça de Deus, que se obtém pela fé e conduz à fé, como está escrito: O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ.” (Rom 1, 17)

 

“PELA FÉ Abel ofereceu a Deus um sacrifício bem superior ao de Caim, e mereceu ser chamado JUSTO, porque Deus aceitou as suas ofertas; GRAÇAS A ELA É QUE, APESAR DE SUA MORTE, ELE AINDA FALA." (Hebreus 11, 4)”

 

"Que fizeste! Eis que a VOZ DO SANGUE [3] do teu irmão CLAMA4 POR MIM DESDE A TERRA. (Gn 4, 10)”

 

E por essa intercessão, Deus poupou Caim, embora não deixasse de lhe aplicar a Justiça.5

 

A intercessão é um Dom Espiritual, que não depende do elemento corpóreo para se realizar.

 

Ensina outra vez Santo Erineu de Lyon:

 

"Deus fez das nações que não tinham esperanças, coerdeiras, coparticipantes, co-corporais dos santos, para proclamar com isto, que a carne mortal se revestiu de imortalidade, de corruptível para incorruptibilidade.” (Livro I p. 64, Adversus Haereses)”

 

Assim, o corpo dos santos no Céu se torna o Corpo de Cristo ressurreto na Igreja dos Triunfantes, tomando cada justo os seus lugares, como Membros.

 

Há os que não creem na Intercessão dos Santos, invocando o Livro de Eclesiastes, onde diz que os “mortos” nada podem: — "[…] mas os “mortos” não sabem mais nada; para eles não há mais recompensas, porque sua lembrança está esquecida (9, 5)"

 

Mas a exegese é deficiente.

 

Mortos nesse texto, são os pecadores que morreram em DESGRAÇA COM DEUS, estando em “estado infernal preliminar” esperando a condenação eterna após o juízo final.

 

Podemos ver isso, também em outros versículos:6

 

"A REGIÃO DOS MORTOS está aberta diante dele, os INFERNOS NÃO TÊM VÉU. (Jó 26, 6)"

 

"A HABITAÇÃO DOS MORTOS, O SEIO ESTÉRIL, o solo que a água jamais sacia e o fogo que nunca diz: basta! (Prov 30, 16)”

 

"Como a seca e o calor absorvem a água das neves, assim a região dos MORTOS engole os PECADORES. (Jó 24, 19)"

 

"Porque NO SEIO DA MORTE NÃO HÁ QUEM DE VOS QUE SE LEMBRE; quem vos glorificará na habitação dos mortos? (Sl 6, 6)"

 

“Que a morte os colha de improviso, que eles desçam vivos à mansão dos mortos. Porque entre eles, em suas moradas, SÓ HÁ PERVERSIDADE. (Sl 54, 16)”

 

“PARA ELES NÃO HÁ MAIS RECOMPENSAS.” (Eclesiastes 9,5) 

 

A intercessão não está condicionada ao material corpóreo dos santos e justos:

 

"Daqui resulta, que segundo essa Doutrina, OS CRISTÃOS SANTIFICADOS, SÃO COMPLEMENTO DO CRISTO. Deus, por efeito, constituiu-o (Cristo), por Cabeça Suprema da Igreja, que é seu Corpo, na Plenitude que enche tudo, em todos". (Pe. Bérule. Apologia do Verbo Encarnado – Discoours de L'state des Grandeus de Jésus ph. XXLI)"

 

O Amor e a Fé são Dons Eternos na alma dos justos.

 

_____

 

1. Sheol, Hades ou Limbo dos Patriarcas, região espiritual inferior, onde os justos e ímpios se recolhiam, aguardando seu destino após o Sacrifício do Verbo de Deus. (Mateus 11:23; 16:18; Lucas 10:15; 16:23; Atos 2:27:31) como o rico e Lázaro. (Lc 16, 16). Jesus nos três dias antes da ressurreição, esteve lá para libertar os justos e santos para o PARAÍSO, junto com Ele, e testemunhar a justiça de Deus aos descrentes. (III Pe 3. 18-20 e Is. 61.1-3)

 

2. Sangue tem significado de vida: “pois o sangue é a vida, e não comerás a vida juntamente com a carne. (Dt 12, 23)”

 

3. No hebraico do AT, a palavra clamar é tsaaq é chamar, pedir, suplicar profundamente por outrem

 

4.http://biblehub.com/hebrew/6817.htm e http://biblehub.com/lexicon/genesis/4-10.htm

 

 

5. Gn. 4. 13, 14 e 15. Obs. O inferno dos réprobos (Ap. 20, 2, 3) é a dimensão espiritual inferior, (inferno) onde os que serão condenados, aguardam o juízo final, para serem lançados no inferno eterno ou inferno dos condenados. (Ap. 20, 10, 15)

 

 

Nando Gomes

Fonte: A Fé Católica nas Escrituras


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)