PESQUISA (2246)'
     ||  Início  ->  
Artigo

O GRANDE DESAFIO DOS NOVOS MOVIMENTOS RELIGIOSOS

 

1. Falando a um grupo de Bispos do Brasil, em visita “ad limina apostolarum”, em 05/09/1995, em Roma, o Papa João Paulo II destacou o desafio que as seitas significam hoje para a Igreja na América Latina.

 

Referindo-se às seitas, o Papa disse que na América Latina deparamo-nos “com o grave problema das seitas, que se expandem, como uma mancha de óleo, ameaçando fazer ruir a estrutura de fé de muitas nações...”. Certamente a expansão das seitas constitui uma ameaça para a Igreja Católica...” (Redemptoris missio, nº 50).

 

2. Afirma o Papa Bento XVI: “Percebe-se, contudo, um certo enfraquecimento da vida cristã no conjunto da sociedade e da própria pertença à Igreja Católica, devido ao secularismo, ao hedonismo, ao indiferentismo e ao proselitismo de numerosos seitas, de religiões animistas e de novas expressões pseudo-religiosas” (Conferência Nacional dos Bispo do Brasil/Pronunciamento do Papa Bento XVI no Brasil. Brasília: Edições CNBB, 2007, p. 63).

 

3. Nas últimas décadas, vemos com preocupação, por um lado, que numerosas pessoas perdem o sentido transcendental de suas vidas e abandonam as práticas religiosas; e, por outro lado, que significativo número de católicos estão abandonando a Igreja para entrar em outros grupos religiosos (Documento de Aparecida, nº. 100 f).

 

4. Segundo o renomado pesquisador Padre Oscar Quevedo, SJ, existem, só no Brasil, mais de 56 mil seitas e religiões (www.clap.org.br).

 

5. Segundo a revista protestante Eclésia, edição nº. 91, já chegaram ao um total de 17.000 denominações protestantes no Brasil.

 

6. Pesquisa realizada pelo Projeto Brasil 2010, movimento multidenominacional que incentiva a implantação de igrejas protestantes, calcula que haja cerca de 150 mil templos evangélicos de todos os tipos no país (Defesa da Fé, Janeiro 2009, p. 51).

 

7. O Brasil é a maior nação pentecostal do mundo. Para cada padre existem quatro pastores (pesquisa CNBB). Nascida há apenas treze anos em Sorocaba no interior de São Paulo, a Igreja Mundial do Poder de Deus já tem mais de três mil templos e 4,5 milhões de fiéis (Istoé, 02/02/2011, pp. 52 e 53). Abrindo quase 20 novos templos por semana em todo o Brasil (Eclésia, edição n.126, p.19).

 

8. Segundo cálculos apresentados pelo IBGE em seu último censo demográfico, a Doutrina Espírita tem cerca de 20 milhões de adeptos em todo o país, fora outras pessoas que professam o Espiritismo como segunda religião. Houve um crescimento de 40% entre o espaço dos dois últimos censos e, segundo a Federação Espírita Brasileira, estes números transformam o Brasil no maior país espírita do mundo (Revista Espiritismo, edição nº. 8, p.22).

 

9.  “Conforme o Satanismo se espalha pelo mundo ele vai deixando um rastro de sangue onde passa. Creio que Crimes Satânicos têm a importante missão de tornar público os crimes promovidos pelo satanismo ou por influência dele. No mundo todo, crianças, bebês e adultos tem desaparecido e muitos deles têm sido mortos em rituais satânicos”, escreve o pesquisador Léo Montenegro, autor do livro “Crimes Satânicos”, p. 12).

 

Qual é a nossa resposta diante de tão grande desafio? O Documento de Aparecida responde: “Hoje se faz necessário reabilitar a autêntica apologética que faziam os Pais da Igreja como explicação da fé. Implica, na verdade. A capacidade de dizer o que está em nossas mentes e corações de forma clara e convincente, como disse São Paulo, ‘fazendo a verdade na caridade’ (Ef 4,15)”. (nº. 229).

 

O compromisso missionário de toda comunidade. Ela sai ao encontro dos afastados, interessa-se por sua situação, a fim de reencantá-los com a Igreja e convida-los a retornarem para ela” (DA nº. 225 d).

 

Milhares de pessoas envolvidas com os Novos Movimentos Religiosos estão oprimidas, deprimidas e escravizadas pelo medo e pela ideologia da teologia da prosperidade. A confusão doutrinária sectária tem feito muitos lares divididos, parentes que perderam a fé e outros destruídos.

 

O ilustre professor e escritor Dr. Felipe Aquino escreve: “Como dói ver milhões e milhões enganados, abdicando a Luz para viver nas trevas do erro” (Falsas Doutrinas–seitas e religiões, p.120).

 

Há 20 anos estudo os Novos Movimentos Religiosos e tenho como meta o pensamento do Código de Direito Canônico nº. 1752: “tendo diante dos olhos a SALVAÇÃO DAS ALMAS que, na Igreja, deve ser SEMPRE A LEI SUPREMA”.

 

 

 

Pe. Inácio José do Vale

Pesquisador e Conferencista

Professor de História da Igreja

Especialista em Ciência Social da Religião


Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)