REVISTA PeR (1525)'
     ||  Início  ->  
Artigo

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 510 – dezembro 2004

 

"VENHO MUITO EM BREVE"

(Ap21,20)

 

O mês de dezembro é muito marcado pela expectativa do Natal. Na verdade, porém, Cristo já veio...; não obstante, a S. Escritura termina com um forte apelo: "Vem, Senhor Jesus!" (Ap 21, 17), como se ainda faltasse algo. Com efeito, falta algo,... falta a complementação da vinda do Senhor, que se dará no fim dos tempos; sim, o Verbo de Deus veio outrora à Palestina; pregou a Boa-nova aos homens, mas estes não o quiseram receber e o pregaram ao madeiro da Cruz.

 

Este anseio de algo ou de uma nova ordem de coisas é muito legítimo. Diz São Paulo que "a criação inteira geme e sofre as dores do parto porque foi submetida à loucura do homem, com a esperança de, um dia, ser libertada da escravidão do pecado e gozar da redenção que tocará ao homem" (Rm 8,19-22). Com outras palavras: as criaturas irracionais, manipuladas pelo homem para servir ao pecado, anseiam pelo pleno resgate do pecador a fim de darem plena glória a Deus. Registra-se chocante inversão de valores, já outrora observada pelo Eclesiastes (cf. Ecl 2, 18-22, 16s...): a verdade passa por mentira e a mentira por verdade, o bem é tido como mal e o mal como bem. Ao anseio das criaturas terrestres faz eco o dos mártires, que no céu bradam por justiça: "Até quando, ó Senhor santo e verdadeiro, tardarás a fazer justiça, vingando nosso sangue contra os habitantes da terra?" (Ap 6, 10). O clamor geral chega à presença do Senhor, que lhe responde: "Sim, venho muito em breve. E trago comigo a recompensa para retribuir a cada um conforme o seu trabalho" (Ap 21,12). Esse "muito em breve" de Deus não é tão breve quanto o dos homens; pode durar dois mil anos. O que importa ao cristão é aguardar com perseverança a vinda do Senhor.

 

Esta vinda, aliás, não é simplesmente futura, com data incerta. O Natal celebrado a 25 de dezembro nos diz que Jesus só nasceu no presépio em Belém para nascer no coração de cada ser humano por ocasião do Batismo; Ele nasce no íntimo de cada criatura batizada, dando-lhe comunhão com o Pai e o Espírito Santo; em cada qual quer Ele desenvolver-se até que chegue à estatura do "Homem Perfeito ou à plenitude de Cristo" (Ef 4, 13). É, pois, para desejar que, ao celebrar o Natal em 2004, os fiéis não detenham seu olhar apenas sobre o presépio e a árvore que o acompanha, mas dilatem seu horizonte, tomando mais clara consciência de que Jesus nasceu em cada um quando batizado; Ele veio pessoalmente habitar em cada coração, pedindo generosidade para aí se formar e, no fim da caminhada terrestre, entregar ao Pai tal irmão ou tal irmã, fruto de sua obra redentora. É este programa que estimula o peregrino, maltratado ou esfrangalhado pela estrada, o caminheiro Intensifica seu desejo de consumação, certo de que não será frustrado. Bem aventurado é todo aquele que sofre... fome e sede de justiça (do encontro com Deus que vem) porque será saciado (cf. Mt 5, 6).

 

E que a Virgem Mãe, tão presente ao Advento e ao Natal, acompanhe cada um dos seus filhos nos quais Cristo renasceu!

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)