TESTEMUNHOS (1100)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Um Testemunho

Bom dia pra todos!

Hoje, no dia em que completo 32 anos de idade, gostaria de passar um testemunho pra vocês de como Deus é maravilhoso e de como a Igreja é o instrumento usado por Deus para que tenhamos a vida.

Nasci com diagnóstico de Toxoplasmose Congênita, o que me fez ficar em uma incubadora, fazer uma cirurgia pra receber oxigênio direto por uma veia do pescoço, aliás, tenho essa cicatriz até hoje. Tive parada cardíaca e outra série de problemas motores e neurológicos.

O que os médicos diziam pra os meus pais é que provavelmente eu morreria, ou caso sobrevivesse, ficaria paralítica, visto que estava sem oxigênio no cérebro.

No meio disso tudo, um casal maravilhoso chamado Celso e Lúcia, hoje meus padrinhos, chamaram um padre que estava no hospital atendendo os pacientes e pediu que ele viesse me dar a benção e me batizar. Fui batizada de forma improvisada, mas válida para a Igreja Católica.

Graças a Deus e ao Padre que me foi batizar, comecei a recuperar minha respiração, os movimentos etc. Demorei pra aprender a fazer coisas básicas como andar, falar, ficar de pé sem precisar de ajuda, pois as lesões no cérebro prejudicaram minha coordenação motora e meu equilíbrio. Comecei sessões de fisioterapia, fonoaudiologia e estudei por alguns anos em escolas especiais, fazendo estimulação precoce. Por fim com 5 anos, entrei no ensino regular, gostava muito de estudar, brincava com muito cuidado e as professoras sempre tinham carinho especial pra comigo.

Com 8 ou 9 anos fui pra o ensino público, tive atendimento especializado por ser deficiente visual, esqueci de dizer lá em cima que tive hemorragia interna no olho direito e catarata no esquerdo, e mais outras coisinhas que agora não conto, senão essa história vira um livro.... Rsrsrs!

Bom, terminei o primeiro grau em 95 com 15 anos, fiz o Magistério e me formei em Jornalismo. Tive muitos momentos de não me aceitar, de me revoltar com Deus e com a vida por eu ser diferente das outras pessoas em coisas tão simples. No mês em que defendi minha monografia, dezembro de 2005, não cansava de pensar e dizer: “Obrigada meu Deus!”

Outro dia especialíssimo pra mim foi o dia 29 de dezembro de 2009. Dia do meu casamento. Só Deus pode ver o que sentia naquele dia, estava tão agradecida que só queria falar de Deus e de Nossa Senhora, e das coisas maravilhosas que os dois tinham feito em toda minha vida. Hoje com 32 anos e dois anos de casada, mais uma vez só posso dizer obrigada Jesus, Maria e José, por tanta bondade, misericórdia, curas e tantas outras maravilhas. Amo Jesus, amo a Igreja, e sou infinitamente grata a Deus, aos meus padrinhos, e ao padre que me batizou. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Claudinha (da lista Tradição Católica do Yahoo)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)