EVENTOS (2446)'
     ||  Início  ->  
Artigo

O PAPA, A JMJ E O QUE FICA?

 

Na Cruz, Cristo é exaltado à vista de todos, com o coração aberto, para que o mundo possa contemplar e ver, através da sua humanidade perfeita, o amor que nos salva. A Cruz transforma-se assim no próprio sinal da vida, porque n’Ela Cristo vence o pecado e a morte através da entrega de Si mesmo”.


Saudação do Papa Bento XVI à Delegação vinda de Madri para Receber a cruz das Jornadas Mundiais da Juventude, 06/04/2009.

 

Todo esforço e gastos em prol da Jornada Mundial da Juventude tem a mais alta sublime missão: “a salvação das almas”. Vai ficar um trabalho relevante de catequese, de pastorais, de renovação da Igreja e de envio de novos discípulos e missionários de Jesus Cristo.

 

A JMJ, O Ano da Fé e a Nova Evangelização, terão resultados grandiosos na missão da Santa Igreja de Deus.

 

A JMJ provocará e confirmará o testemunho renovado na Juventude e a segurança na comunhão da Igreja.

 

O Ano da Fé vai ao encontro profundo com Cristo e seus ensinamentos e a Nova Evangelização é o glorioso convite para os jovens proclamarem a Boa Nova do Reino de Deus.

 

O mundo só pode se render aos pés de Jesus pela pregação da Cruz, as almas vão ao encontro da Igreja pelos bons testemunhos dos cristãos e o Papa é por excelência o pregador da Cruz e o modelo de cristão.

 

O mundo muda com velocidade tremendamente descartável. As novidades aparecem e desaparecem no mesmo protótipo da ansiedade. Tudo é rápido e efêmero. Deixando um vazio, uma angústia e uma solidão profunda no coração humano.

 

O mundo sempre ofereceu presentes falsos de felicidade e fantasias destruidoras. Todo engano do mundo tem como objetivo a perdição eterna da alma.

 

Deus em Cristo projetou e executou na Cruz o verdadeiro sentido da vida abundante e eterna. Só em Cristo e na Palavra de Deus temos a autêntica libertação da cultura de morte.

 

Hoje mais do que nunca o mundo precisa urgentemente da salvação em Cristo. Só a verdade do Santo Evangelho de Jesus Cristo tem o poder de salvação.

 

O Papa Bento XVI vai ao encontro dos jovens e de todos proclamar: “A linguagem da cruz é loucura para aqueles que se perdem, mas para aqueles que se salvam, para nós, é o poder de Deus. Pois não quis saber outra coisa entre vós a não ser Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado” (1 Cor 1, 18; 2,2).

 

Oremos e trabalhemos pela JMJ. Tudo para glória da Santíssima Trindade e salvação das almas.

 

Pe. Inácio José do Vale

Professor de História da Igreja

Instituto Teológico Bento XVI

Sociólogo em Ciência da Religião

Pesquisador do CAEEC (Área Pós-Graduação)

E-mail: pe.inacio.jose@gmail.com

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
8 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)