SOCIEDADE (1098)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Pati, te perdoo.

 

Sergio Sebold

Economista e Professor Independente

sebold@terra.com.br

 

Patricia, fiquei emocionado quando vi tua entrevista na mídia, visivelmente transtornada e arrependida pelo episódio ocorrido no Estádio do Grêmio em Porto Alegre. Acreditei na tua inocência juvenil. Já passei por essa idade e também cometi meus pecados, preço da inexperiência da vida. Mas, quando se faz, se age sem maldade, no ardor da vida, sempre há espaço para o perdão. Infelizmente tu foste a vítima, o bode expiatório, porque pelo que se sabe, milhares - intencionalmente com maldade -  inclusive os afrodescendentes presentes, fizeram a mesma coisa que tu fizeste. Coisas de futebol.

 

Depois de uma semana de trabalho, de pressão social, profissional de todos os lados, o extravaso  apaixonado numa partida até é saudável e age como catarse sob  o ponto de vista psíquico. Mas deste azar, uma câmera estava sobre ti naquele exato momento; não buscando um ângulo de maldade, mas o ângulo de tua beleza juvenil, teu entusiasmo, tua vibração com o time do coração. Sou de fé que apenas seguiste a onda, no fenômeno da manada (alguém começou antes), mas o fizeste sem maldade no coração. Em segundos de exposição, te tornaste a vilã racista mais odiada do Brasil. Agora todos querem jogar pedra.

 

Infelizmente o relativismo barato do racismo que campeia o Brasil, exaltado por pessoas inescrupulosas que ao invés de reduzir este ranço histórico fazem exatamente o contrário, acirra ainda mais esta cultura da diferenciação da pigmentação de sua pele (cota nas universidades). Somos uma única raça humana; não há diferença alguma de inteligência ou qualquer outro talento. A diferença está na má distribuição das riquezas. Aqui está o mal.

 

Não conheço tua condição civil, mas se surgisse na tua vida um jovem tão belo como o Aranha (goleiro) ou o próprio por uma chance, talvez tu te derreterias por ele, sem qualquer sentido racista. Infelizmente a intolerância e a falta de esportividade do Aranha levaram a esta celeuma toda, embora ele já a tenha perdoado, segundo li  numa entrevista. Aliás, me pergunto, por que ele não mostra sua indignação pelo “bullying moral” de chamá-lo pelo nome de um inseto repugnante? É Aranha, engolistes um frango. Quem tem personalidade forte, passa por cima disso, não se humilha. Imaginemos o que ocorreria se os juízes de futebol suspendessem cada partida, quando alguém xingasse sua mãe; ou, não teríamos mais futebol, ou os torcedores passariam a se comportar como cordeirinhos.

 

 “Se ele fizesse a mesma coisa que o Daniel (Alves) fez, quando jogaram uma banana lá na Europa para ele e comeu, você viu que ninguém falou mais nada", disse Pelé, sobre o gesto do lateral brasileiro ocorrido no Campeonato Espanhol, em abril, que gerou repercussão mundial. Ganhou na raça, todo mundo se calou.

 

Pati, a história está cheia de heróis, que mudaram o curso da civilização. Teu ato, ainda que inocente na minha visão, fará uma imensa mudança na cultura da violência que infesta nossos estádios. Provocaste a ira do legislador sobre você, mas mudaste a história. Serás crucificada com uma sanção educativa, como também o time de tua paixão pela força da justiça; mas, paradoxalmente fizeste um grande bem para toda sociedade, reduziste a distância racista em nosso país. As pessoas pensarão um pouco mais nas suas manifestações, ficarão mais civilizadas.

 

Ao longo da história houve pessoas que pagaram com a própria vida para mudar o eixo da civilização, na eliminação das injustiças de seu tempo. Cito alguns, Martin Luther King, John F. Kennedy, na luta contra o racismo americano; Mahatma Gandhi, contra a exploração da Índia pelos Ingleses; Tiradentes, contra a exploração portuguesa em nosso país; e o maior de todos, Jesus Cristo, por nos abrir as portas da eternidade.

 

Por provocares a ira dos racistas, curiosamente fizeste um grande bem. Eu te perdoo.


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)