APOLOGéTICA (748)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Afinal, por que os evangélicos não encontram a palavra papa na Bíblia ?

 

S. Pedro – o Primeiro Papa e as Chaves do Reino de Deus

Apologética relâmpago – Dentre as muitas acusações feitas contra a Igreja Católica está a de que, em nenhum momento, a Bíblia faz referência à palavra “Papa”. Sendo o pontificado, portanto, uma mera invenção da Igreja Católica.

Antes de fazer uma investigação dos textos bíblicos, proponho, entretanto, uma breve explicação do significa a palavra papa. Comum à vários idiomas de origem latina, o termo tem sua origem no latim eclesiástico, que derivou seu significado do grego “papas“, que quer dizer bispo ou patriarca, originada da palavra também grega “pappas“, ou seja, pai. Assim, no contexto do uso católico a palavra papa é duplamente pertinente pois em sentido literal significa bispo (o Papa é o Bispo de Roma), e ao mesmo tempo conota a noção de pai espiritual. Sentido esse que, por sua vez, reflete exatamente o papel do pontífice em sua missão de liderar a Igreja de Cristo enquanto Seu vigário na terra, e apascentar as ovelhas do rebanho do Senhor.

Esclarecido este conceito, não fica difícil encontrar na Bíblia inúmeras referências dos Santos Apóstolos – explícitas ou não – à essa “paternidade espiritual” assumida por eles em suas missões de pregar o santo evangelho.  A mais nítida delas está na frase de S. Paulo:

“Porque ainda que tivessem tido dez mil pessoas a ensinar-vos sobre Cristo, lembrem-se que só a mim tiveram como pai espiritual; pois que fui quem vos levou a Cristo quando vos anunciei o evangelho.” – 1 Coríntios 4:15

Além desta, lemos ainda em várias passagens – como nas cartas de S. João – as saudações dirigidas às comunidades de crentes onde os apóstolos, ao se referirem aos cristãos como filhos, automaticamente atribuíam a si um papel paterno em relação àqueles aos quais escreviam. É importante lembrar, contudo, que assim como os apóstolos viam as comunidades cristãs como autênticos filhos espirituais, os fiéis da recém-nascida Igreja de Cristo viam os santos apóstolos, desde o princípio, como verdadeiros pais espirituais.

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 1 João 2:1

Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 1 João 3:18

Tendo em vista a recusa dos evangélicos de aceitarem o testemunho da história – registrada nos livros e, obviamente, a sagrada tradição apostólica – e que nitidamente atestam para a legítima existência da sucessão apostólica, me abstenho de fazer referência aos escritos patrísticos para comprovar minha argumentação. O argumento católico fica portanto, obrigatoriamente sustentado nas sagradas escritura. E quem, em sã consciência poderia honestamente contestar o que demonstrei acima?

Hellen, Ecclesia Militans


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
1 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
#0•A3657•C816   2016-04-02 14:57:04 - Convidado/Anderson
Para o Luterano Luiz Silva que desconhece as teses de Lutero.

Luíz Silva é o típico protestante que não sabendo nada do próprio protestantismo, pretende ensinar teologia aos católicos.

Teses de Lutero

53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas.

77. A afirmação de que nem mesmo São Pedro, caso fosse o papa atualmente, poderia conceder maiores graças é blasfêmia contra São Pedro e o Papa.

Como se vê, Lutero não só ac......

Ler mais...  -  Responder
#0•A3657•C815   2016-04-02 14:49:28 - Convidado/Anderson
Se o Luiz da Silva está certo, o que faz ele em uma universidade Luterana ?

Lutero, por mais herege, mentiroso e homicida que fosse, nunca disse que Pedro não foi Papa. É só observar com atenção suas próprias teses.

As teses reforçam sua crença de que São Pedro era Papa.

Ora, se a Igreja é falsa, então é falsa também a sua reforma e seus pretensos reformadores.

Como pode o Luiz aderir a reforma de uma igreja que não é igreja ???



Responder

#0•A3657•C814   2016-04-01 12:00:48 - Convidado/Dani Acioli
DESCONSTRUINDO O DISCURSO DE ROBERTO TORRECILHAS CONTRA SÃO PEDRO

Introdução:

Roberto Torrecilhas não se conformou com a escolha de Jesus para que Pedro liderasse os apóstolos na Igreja que ele pessoalmente fundou.

Torrecilhas escreve em um dos seus textos o seguinte:


Item 4.2. O PAPA, UM PEDRO DIFERENTE

a. Os papas são administradores de grandes fortunas da igreja. O clérigo José Maria Alegria, da Universidade Gregoriana de Roma, declarou no final do ano de 1972, que o balanço financeiro do Vaticano dispunha ......

Ler mais...  -  Responder

:-)