EDUCAçãO (398)'
     ||  Início  ->  
Artigo

A Professora anônima - uma lição de vida

 

Sergio Sebold

Economista e professor independente

seboldunico@gmail.com

 

 

As vezes a sabedoria não se encontra somente em livros, mas na convivência do dia a dia com as pessoas com quem nos deparamos.

 

Estava eu, na fila do Banco do Brasil há um tempo aguardando ser chamado pela minha senha, quando a meu lado uma senhora, já de certa idade, conferia com alguma dúvida e dificuldade sua senha para ser atendida. Solícito, me apressei em ajudá-la. Mas fui surpreendido pelo seu orgulho de sentir-se bem capaz, me dizendo que tinha passado 30 anos como professora, situação que teria controle e lucidez suficiente ainda para entender a rotina do banco.

 

Seus olhos ainda brilhavam pelo entusiasmo da vida. Não perdi a compostura e disse-lhe então que ela já tinha passado o peso, o fardo da vida pelo sofrimento de ter sido professora. Disse-lhe isto, porque meu espírito ainda estava altamente contaminado pelas notícias ruins e negativas que diariamente somos assolados, por esta profissão tão nobre na sociedade. Ela me olhou fixamente nos meus olhos, e com voz serena e muita altivez me disse:

 

- Ao contrário senhor, foram os anos mais belos da minha vida.  E continuou:

- Além deste tempo dedicado fui catequista por mais de 10 anos

 

Neste momento foi feita sua chamada para o atendimento, ficando eu só com meus pensamentos e reflexões por aquela inusitada resposta e pelo mico que paguei.

 

Pela minha mente racionalista fiz algumas contas: depois de 30 anos deve ter difundido a brilhante luz da verdade, da fé cristã, do ensino, dos valores morais, do conhecimento a mais 6000 jovens da cidade. Jovens que hoje não são mais jovens, mas cidadãos honrados, dignos, talvez até líderes empresariais e políticos que usam aqueles ensinamentos para sua vida profissional, pessoal e familiar, nesta grande colméia humana que chamamos de sociedade.

 

Talvez sua santa humildade, faça ser uma professora anônima na sociedade, mas temos a certeza que os jovens com quem conviveu jamais a esquecerão. Pela sua resposta só posso imaginar, uma pessoa maravilhosa que foi para aqueles alunos de então. Tenho orgulho também de compartilhar e ter a satisfação de ter, pelas minhas circunstâncias um grande número de jovens espalhados pelo Brasil onde deixei minhas pegadas também como professor, mas rendo agora minha homenagem:

 

- Minha Professora anônima, guardarei para sempre e usarei como referência, sua resposta maravilhosa sempre que me identificar com esta profissão.

 

- Muito obrigado por mais esta linda lição de vida.

 

O aprendizado da vida não tem fim.

(16-01-2012)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)