DOUTRINA (1039)'
     ||  Início  ->  
Artigo

As distinções dos ataques demoníacos

Satanás, o Retorno

Ana Catarina de Emmerich (foto) previu que uns 50 anos antes do ano 2000 seria libertado Satanás com grande força sobre o mundo. Ela nasceu em 1774. Anna Catarina Emmerich foi uma freira Agostiniana, mística, visionária, beatificada em 3 de outubro de 2004 pelo papa João Paulo II. Sua obra e vida de caridade, especialmente com os sofredores e mais pobres, é impressionante. Mel Gibson se baseou também nela para fazer algumas cenas do filme. Recebeu várias revelações de Cristo sobre Sua Paixão na Cruz, com riqueza de detalhes de Seu sofrimento.

A Beata recebeu também estigmas de Cristo, os quais ocultava com panos para não serem vistos pelas pessoas. Considerando a realidade do Inferno, cito uma passagem do livro “Novos Relatos de um Exorcista”, do Padre Gabriele Amorth (foto), exorcista oficial de Roma, falecido recentemente, sobre as distinções dos ataques demoníacos.

1 Distúrbios Externos: Indicamos assim aqueles sofrimentos unicamente físicos (pancadas, flagelações, empurrões com várias sequências, quedas de objetos, etc.) que encontramos na vida de certos santos: O Santo Cura d’Ars, São Paulo da Cruz, Padre Pio…e que são menos raros do que poderia parecer. A impressão é a de que o demônio age permanecendo do lado de fora da pessoa; se por acaso, fosse encontrada uma ação a partir de dentro, tratar – se – ia de uma presença somente provisória, limitada à duração daquelas perturbações.

2Possessões diabólicas: É a forma mais grave e comporta a presença permanente do demônio num corpo humano, embora a ação maléfica não seja contínua: as crises alternam com momentos de repouso. Implica em manifestações temporárias e de bloqueio mental, intelectivo e volitivo. Podem desencadear reações violentas, conhecimento de línguas desconhecidas da pessoa, força sobre – humana, conhecimento de coisas ocultas ou do pensamento alheio. É típica a aversão ao Sagrado, essencialmente acompanhada de blasfêmias. Mas é preciso estar bem prevenido sobre as camuflagens diabólicas.

3Vexações diabólicas: É importante atentar que em cada um destes casos há uma grande variedade de sintomas e também grandes diferenças de gravidade. As vexações são formas que atingem saúde, trabalho, sentimentos, relações com os outros (alguns efeitos: momentos de fúria sem motivo, tendência ao isolamento total…).

Podem atingir indivíduos ou grupos mesmo muito numerosos.

4 – Obsessões diabólicas: Pensamentos obsessivos, frequentemente absurdos, mas de tal ordem que a vítima não está em condições de se libertar deles, vivendo, por isso, em constante estado de prostração, com tentações persistentes de suicídio. (Lembre – se que o suicídio é uma tentação bem presente, também nos dois casos anteriores.)

Muitas vezes determinam como que uma dupla personalidade. A vontade permanece livre, mas como que oprimida pelos pensamentos obsessivos.

5 – Infestações diabólicas: Com esta expressão, não indicamos os malefícios sobre o homem, mas aqueles que atingem lugares (casas, escritórios, lojas, campos…) objetos (automóveis, almofadas, colchões, bonecos…) e animais.

6 – Finalmente, Sujeições diabólicas: Indica um pacto voluntário, explícito ou implícito, na qual uma pessoa se submete ao senhorio do demônio. Mas também podem criar vínculos especiais, embora por causas involuntárias e, desse modo, cair em uma das formas precedentes, sobretudo na forma mais grave, a possessão diabólica.

 

Didacus Hff


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)