PARRESíA (2880)'
     ||  Início  ->  
Artigo

Pregações: Parresía - A Igreja e o Desarmamento - por Padre Paulo Ricardo

(áudio)

A Igreja e o Desarmamento

Há pouco tempo houve um plebiscito sobre o desarmamento. E recentemente a matança de crianças na escola de Realento.
A crise é histéria porque as reações das pessoas são extremas.

E qual a posição da Igreja?

A Igreja não é pacifista, mas é pacífica.
A Igreja não manda votar nem a favor nem contra.

Os mesmos que defendem histericamente o desarmanento em nome das crianças da escola, aprovam o aborto por "questão de saúde pública".
Ora, há algo de errado com a consciência moral de muitos.

Há duas idéias ideológicas por trás da fumaça:
1- Religião é coisa perigosa... pois o rapaz estava ligado à religião muçulmana, rotulando religião como "fanatismo religioso" para dirigir o subconsciente popular contra o cristianismo, contra a Igreja.
2- Mais um plebiscito sobre o desarmamento. Isto é falácia. As armas ilegais continuarão a ser ILEGAIS e presentes, não importa plebiscito que seria para tirar as armas LEGAIS das pessoas

E qual o ensinamento da Igreja?
No catecismo, assunto "guerra", encontramos que a Igreja é a favor do desarmamento de TODAS as partes (países).
Em nível pessoal, o mandamento é 'não matar'. Mas a legítima defesa é um direito e, muitas vezes, um dever ao defender terceiros.

O pecado do homicídio é tirar a vida do inocente.
A legítima defesa é moralmente correta. Mas deve ser propocional à ameaça.

A pergunta sobre o desarmamento no Brasil deveria ser:
Nas mãos de quem estarão as armas que pretendem nos defender dos criminosos?
Mas é transformada na falácia:
Voce é a favor das armas? É a favor de matar? Vc é a favor da paz?

Papa Paulo VI: "Pacífico é o que deseja e promove a paz, mas também é capaz de lutar".

No mundo concreto e real, na nossa sociedade brasileira, o que temos?
Mais de 50 mil assassinatos por ano. De que adianta ser pacifista no papel?
Existe algo de muito errado nessa sociedade.

A pergunta que está por trás do desarmanento é:
Diante do crime organizado quem vai nos defender?

Essa não é uma questão de doutrina, mas um problema prático. Qual a solução mais eficaz?

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Revista Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)