||  Início  ->  Revista Pergunte e Responderemos

NÚMERO

-008 Março 1957 (11)
-007 Junho 1957 (8)
-006 Julho 1957 (12)
-005 Agosto 1957 (7)
-004 Setembro 1957 (9)
-003 Outubro 1957 (10)
-002 Novembro 1957 (15)
-001 Dezembro 1957 (12)
001 Janeiro 1958 (11)
002 Fevereiro 1958 (11)
003 Março 1958 (12)
004 Abril 1958 (11)
005 Maio 1958 (9)
006 Junho 1958 (10)
007 Julho 1958 (10)
008 Agosto 1958 (9)
009 Setembro 1958 (10)
010 Outubro 1958 (10)
011 Novembro 1958 (9)
012 Dezembro 1958 (12)
013 Janeiro 1959 (7)
014 Fevereiro 1959 (8)
015 Março 1959 (7)
016 Abril 1959 (7)
017 Maio 1959 (9)
018 Junho 1959 (7)
019 Julho 1959 (8)
020 Agosto 1959 (6)
021 Setembro 1959 (7)
022 Outubro 1959 (5)
023 Novembro 1959 (7)
024 Dezembro 1959 (6)
025 Janeiro 1960 (6)
026 Fevereiro 1960 (7)
027 Março 1960 (6)
028 Abril 1960 (9)
029 Maio 1960 (6)
030 Junho 1960 (9)
031 Julho 1960 (8)
032 Agosto 1960 (8)
033 Setembro 1960 (7)
034 Outubro 1960 (7)
035 Novembro 1960 (7)
036 Dezembro 1960 (7)
037 Janeiro 1961 (7)
038 Fevereiro 1961 (6)
039 Março 1961 (5)
040 Abril 1961 (6)
041 Maio 1961 (5)
042 Junho 1961 (5)
043 Julho 1961 (6)
044 Agosto 1961 (5)
045 Setembro 1961 (6)
046 Outubro 1961 (7)
047 Novembro 1961 (6)
048 Dezembro 1961 (5)
049 Janeiro 1962 (7)
050 Fevereiro 1962 (5)
051 Março 1962 (5)
052 Abril 1962 (6)
053 Maio 1962 (7)
054 Junho 1962 (5)
055 Julho 1962 (6)
056 Agosto 1962 (7)
057 Setembro 1962 (7)
058 Outubro 1962 (6)
059 Novembro 1962 (5)
060 Dezembro 1962 (8)
061 Janeiro 1963 (6)
062 Fevereiro 1963 (5)
063 Março 1963 (5)
064 Abril 1963 (5)
065 Maio 1963 (6)
066 Junho 1963 (5)
240 Dezembro 1979 (1)
344 Janeiro 1991 (8)
345 Fevereiro 1991 (8)
346 Março 1991 (9)
347 Abril 1991 (8)
348 Maio 1991 (6)
349 Junho 1991 (9)
350 Julho 1991 (5)
351 Agosto 1991 (8)
352 Setembro 1991 (7)
356 Janeiro 1992 (9)
360 Maio 1992 (1)
368 Janeiro 1993 (7)
369 Fevereiro 1993 (5)
370 Março 1993 (5)
371 Abril 1993 (6)
373 Junho 1993 (9)
374 Julho 1993 (8)
377 Outubro 1993 (11)
379 Dezembro 1993 (7)
380 Janeiro 1994 (7)
381 Fevereiro 1994 (7)
382 Março 1994 (7)
383 Abril 1994 (6)
385 Junho 1994 (6)
386 Julho 1994 (10)
387 Agosto 1994 (7)
388 Setembro 1994 (10)
389 Outubro 1994 (10)
390 Novembro 1994 (6)
391 Dezembro 1994 (8)
392 Janeiro 1995 (6)
393 Fevereiro 1995 (7)
395 Abril 1995 (10)
397 Junho 1995 (6)
398 Julho 1995 (10)
399 Agosto 1995 (7)
400 Setembro 1995 (8)
401 Outubro 1995 (11)
402 Novembro 1995 (8)
403 Dezembro 1995 (8)
449 Outubro 1999 (1)
457 Junho 2000 (8)
468 Maio 2001 (8)
491 Maio 2003 (14)
500 Fevereiro 2004 (9)
501 Março 2004 (8)
504 Junho 2004 (15)
505 Julho 2004 (7)
506 Agosto 2004 (15)
507 Setembro 2004 (7)
508 Outubro 2004 (12)
509 Novembro 2004 (12)
510 Dezembro 2004 (9)
513 Março 2005 (10)
516 Junho 2005 (12)
517 Julho 2005 (13)
518 Agosto 2005 (20)
519 Setembro 2005 (12)
520 Outubro 2005 (13)
521 Novembro 2005 (12)
522 Dezembro 2005 (12)
523 Janeiro 2006 (11)
524 Fevereiro 2006 (11)
525 Março 2006 (14)
526 Abril 2006 (12)
527 Maio 2006 (13)
528 Junho 2006 (15)
529 Julho 2006 (14)
530 Agosto 2006 (15)
531 Setembro 2006 (13)
532 Outubro 2006 (14)
537 Março 2007 (13)
539 Maio 2007 (14)
543 Setembro 2007 (18)
545 Novembro 2007 (12)
547 Janeiro 2008 (14)
548 Fevereiro 2008 (15)
549 Março 2008 (13)
551 Maio 2008 (14)
554 Agosto 2008 (15)
555 Setembro 2008 (13)
 
...CAPA*TÓPASSUNTOTÍTULO (hits/dia)AUTORHITS PDF
1 #REVISTA = 381 
cristo = 14 
cruz = 11 
morte = 4 
imagem = 4 
paixão = 4 
crucificado = 4 
jesus = 4 
cristão = 3 
senhor = 3 
jesus cristo = 3 
PeRReflexões A Cruz Gloriosa (0.74) Estêvão Bettencourt 1779
#614 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, quaresma, páscoa, redenção, cruz, ressurreição]

O mês de fevereiro é marcado pelo inicio da Quaresma, período de quarenta dias de preparação para a celebração da Páscoa ou da obra da Redenção: Cristo morreu e ressuscitou a fim de obter para o gênero humano a vitória sobre o pecado e a morte.
2 #REVISTA = 381 
moral = 42 
homem = 39 
deus = 35 
consciência = 19 
pecado = 17 
igreja = 16 
humana = 15 
verdade = 15 
normas = 15 
vida = 14 
PeRDocumentos O Esplendor da Verdade (1.00) Estêvão Bettencourt 2398
#615 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, encíclica, Veritatis Splendor, Papa João Paulo II, moral católica, lei natural, relativismo]

A Encíclica Veritatis Splendor, a décima do pontificado de João Paulo II, não versa sobre questões particulares de sexualidade (como noticiava a imprensa), mas trata dos princípios fundamentais da Moral Católica, tendo em vista as tendências subjetivistas que ameaçam a autêntica compreensão da Ética. O Papa reafirma a existência da lei natural incutida em todo ser humano, com suas normas universais e imutáveis: não matar, não roubar, não adulterar, não caluniar... Por conseguinte, não é a vontade do homem que define o bem e o mal, mas é o próprio Deus, Criador da natureza humana.
3 #REVISTA = 381 
igreja = 28 
cristo = 20 
pontífice = 20 
deus = 19 
definição = 19 
magistério = 19 
divina = 13 
papa = 13 
cristãos = 12 
jesus = 12 
PeRDoutrina Infalibilidade Papal e Definições Ex-Cathedra (1.25) Estêvão Bettencourt 3019
#617 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, infalibilidade, magistério, revelação, Igreja, fé, moral, encíclicas, concílios]

O presente artigo aborda questões atinentes ao Magistério da Igreja, credenciado por Jesus Cristo para ensinar de maneira autêntica as verdades reveladas pelo Senhor (cf. Mt 16,16-19; 28,18-20; Lc 21, 31s; Jo 21,15-17 ...). Tal Magistério tem suas modalidades: 1) Magistério ordinário (o ensinamento comum dos Bispos do mundo inteiro); 2) Magistério extraordinário (definições solenes de Concílios universais e do Romano Pontífice em matéria de fé e de Moral). O artigo apresenta a série de definições proferidas pelos Papas no decorrer dos séculos.
4 #REVISTA = 381 
lavagem = 16 
deus = 16 
meninos deus = 12 
meninos = 12 
novos = 11 
crânio = 10 
lavagem crânio = 10 
pessoa = 9 
religiosos = 8 
humano = 7 
PeRProtestantismo Lavagem de Crânio e Seitas (0.83) Estêvão Bettencourt 1992
#618 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, seitas, protestantismo, papolatria, mariolatria, idolatria]

Os Novos Movimentos Religiosos, que invadem a sociedade no Brasil de modo especial, recorrem a táticas que se assemelham à lavagem de crânio (cerebral), praticada pelos agentes de ideologias totalitárias. O presente artigo descreve essas táticas e mostra como ocorrem, por exemplo, entre os Meninos de Deus e em denominações do protestantismo brasileiro.
5 #REVISTA = 381 
sexual = 21 
vida = 15 
homem = 15 
anos = 13 
sexo = 13 
glândula = 11 
rapaz = 10 
humano = 9 
casamento = 9 
testículos = 8 
PeRMundo Atual Juventude e Sexo (1.09) Estêvão Bettencourt 2624
#619 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, sexo, juventude, aborto, anticoncepcionais]

As pesquisas realizadas a respeito de juventude brasileira e uso do sexo apresentam resultados impressionantes; torna-se quase normal o sexo pré-matrimonial, com porcentagem crescente de adolescentes grávidas.
6 #REVISTA = 381 
igreja = 9 
nova = 7 
batismo = 7 
cristo = 7 
ministro = 5 
swedenborg = 4 
nova igreja = 4 
tenha = 3 
emmanuel swedenborg = 3 
emmanuel = 3 
PeRNotícias Batismo da Nova Igreja (New Church) (0.60) Estêvão Bettencourt 1443
#623 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, nova igreja, Swedenborg, batismo]

Merece registro a seguinte Declaração, vinda de uma das Congregações da Cúria Romana: "Perguntaram a esta Congregação para a Doutrina da Fé se o batismo ministrado na comunidade chamada The New Church (A Nova Igreja), de Emmanuel Swedenborg, é válido ou não. Após atento exame do caso, esta Congregação decide que se deve responder: Não. Roma, 20 de novembro de 1992 Joseph, Cardeal Ratzinger".
7 #REVISTA = 381 
domingo = 8 
dominical = 5 
trabalho = 5 
familiares = 4 
familiares amigos = 4 
repouso = 4 
amigos = 4 
direitos = 3 
fundamentais = 3 
comum = 3 
PeRMundo Atual Trabalhar no Domingo (0.53) Estêvão Bettencourt 1282
#624 Fevereiro 1994, 01 [381, fevereiro 1994, trabalho, domingo, culto dominical]

As autoridades religiosas católicas e protestantes das regiões da Alsácia e da Mosela (França), aos 28/09/93, dirigiram uma carta aos Deputados e Senadores respectivos, a fim de lhes lembrar a importância do domingo.