||  Início  ->  Revista Pergunte e Responderemos

NÚMERO

-008 Março 1957 (11)
-007 Junho 1957 (8)
-006 Julho 1957 (12)
-005 Agosto 1957 (7)
-004 Setembro 1957 (9)
-003 Outubro 1957 (10)
-002 Novembro 1957 (15)
-001 Dezembro 1957 (12)
001 Janeiro 1958 (11)
002 Fevereiro 1958 (11)
003 Março 1958 (12)
004 Abril 1958 (11)
005 Maio 1958 (9)
006 Junho 1958 (10)
007 Julho 1958 (10)
008 Agosto 1958 (9)
009 Setembro 1958 (10)
010 Outubro 1958 (10)
011 Novembro 1958 (9)
012 Dezembro 1958 (12)
013 Janeiro 1959 (7)
014 Fevereiro 1959 (8)
015 Março 1959 (7)
016 Abril 1959 (7)
017 Maio 1959 (9)
018 Junho 1959 (7)
019 Julho 1959 (8)
020 Agosto 1959 (6)
021 Setembro 1959 (7)
022 Outubro 1959 (5)
023 Novembro 1959 (7)
024 Dezembro 1959 (6)
025 Janeiro 1960 (6)
026 Fevereiro 1960 (7)
027 Março 1960 (6)
028 Abril 1960 (9)
029 Maio 1960 (6)
030 Junho 1960 (9)
031 Julho 1960 (8)
032 Agosto 1960 (8)
033 Setembro 1960 (7)
034 Outubro 1960 (7)
035 Novembro 1960 (7)
036 Dezembro 1960 (7)
037 Janeiro 1961 (7)
038 Fevereiro 1961 (6)
039 Março 1961 (5)
040 Abril 1961 (6)
041 Maio 1961 (5)
042 Junho 1961 (5)
043 Julho 1961 (6)
044 Agosto 1961 (5)
045 Setembro 1961 (6)
046 Outubro 1961 (7)
047 Novembro 1961 (6)
048 Dezembro 1961 (5)
049 Janeiro 1962 (7)
050 Fevereiro 1962 (5)
051 Março 1962 (5)
052 Abril 1962 (6)
053 Maio 1962 (7)
054 Junho 1962 (5)
055 Julho 1962 (6)
056 Agosto 1962 (7)
057 Setembro 1962 (7)
058 Outubro 1962 (6)
059 Novembro 1962 (5)
060 Dezembro 1962 (8)
061 Janeiro 1963 (6)
062 Fevereiro 1963 (5)
063 Março 1963 (5)
064 Abril 1963 (5)
065 Maio 1963 (6)
066 Junho 1963 (5)
240 Dezembro 1979 (1)
344 Janeiro 1991 (8)
345 Fevereiro 1991 (8)
346 Março 1991 (9)
347 Abril 1991 (8)
348 Maio 1991 (6)
349 Junho 1991 (9)
350 Julho 1991 (5)
351 Agosto 1991 (8)
352 Setembro 1991 (7)
356 Janeiro 1992 (9)
360 Maio 1992 (1)
368 Janeiro 1993 (7)
369 Fevereiro 1993 (5)
370 Março 1993 (5)
371 Abril 1993 (6)
373 Junho 1993 (9)
374 Julho 1993 (8)
377 Outubro 1993 (11)
379 Dezembro 1993 (7)
380 Janeiro 1994 (7)
381 Fevereiro 1994 (7)
382 Março 1994 (7)
383 Abril 1994 (6)
385 Junho 1994 (6)
386 Julho 1994 (10)
387 Agosto 1994 (7)
388 Setembro 1994 (10)
389 Outubro 1994 (10)
390 Novembro 1994 (6)
391 Dezembro 1994 (8)
392 Janeiro 1995 (6)
393 Fevereiro 1995 (7)
395 Abril 1995 (10)
397 Junho 1995 (6)
398 Julho 1995 (10)
399 Agosto 1995 (7)
400 Setembro 1995 (8)
401 Outubro 1995 (11)
402 Novembro 1995 (8)
403 Dezembro 1995 (8)
449 Outubro 1999 (1)
457 Junho 2000 (8)
468 Maio 2001 (8)
491 Maio 2003 (14)
500 Fevereiro 2004 (9)
501 Março 2004 (8)
504 Junho 2004 (15)
505 Julho 2004 (7)
506 Agosto 2004 (15)
507 Setembro 2004 (7)
508 Outubro 2004 (12)
509 Novembro 2004 (12)
510 Dezembro 2004 (9)
513 Março 2005 (10)
516 Junho 2005 (12)
517 Julho 2005 (13)
518 Agosto 2005 (20)
519 Setembro 2005 (12)
520 Outubro 2005 (13)
521 Novembro 2005 (12)
522 Dezembro 2005 (12)
523 Janeiro 2006 (11)
524 Fevereiro 2006 (11)
525 Março 2006 (14)
526 Abril 2006 (12)
527 Maio 2006 (13)
528 Junho 2006 (15)
529 Julho 2006 (14)
530 Agosto 2006 (15)
531 Setembro 2006 (13)
532 Outubro 2006 (14)
537 Março 2007 (13)
539 Maio 2007 (14)
543 Setembro 2007 (18)
545 Novembro 2007 (12)
547 Janeiro 2008 (14)
548 Fevereiro 2008 (15)
549 Março 2008 (13)
551 Maio 2008 (14)
554 Agosto 2008 (15)
555 Setembro 2008 (13)
 
...CAPA*TÓPASSUNTOTÍTULO (hits/dia)AUTORHITS PDF
1 #REVISTA = 519 
deus = 19 
evolução = 18 
religião = 13 
darwin = 13 
seleção = 12 
natural = 11 
seleção natural = 11 
dawkins = 8 
mente = 8 
ciência = 7 
PeRCiência e Fé O Devoto de Darwin (0.75) Estêvão Bettencourt 1547
#1522 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, Charles Darwin, evolucionismo, Richard Dawkins, Deus, religião, ateísmo, acaso, criação]

Richard Dawkins faz a apologia de Darwin e censura a Religião como sendo antagonista do progresso científico. Em resposta deve-se dizer que o Catolicismo rejeita a evolução mecanicista, afinalista propugnada por Darwin, mas aceita a evolução finalista, segundo a qual Deus criou a matéria inicial e lhe deu as leis de sua evolução até o nível do organismo humano, ao qual infundiu uma alma intelectiva; como para o primeiro, assim para qualquer ser humano, Deus criou (ou cria) a respectiva alma humana.
2 #REVISTA = 519 
sempre = 5 
quanto = 5 
caminhada = 4 
ânimo = 4 
terrestre = 3 
tanto = 3 
nobres = 3 
vida = 3 
causas = 3 
caminhada terrestre = 3 
PeRReflexões Sempre Jovem (0.41) Estêvão Bettencourt 851
#1526 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, juventude, santos, jovialidade]

Todo ser humano é, para si mesmo, um mistério. Consta de um corpo sujeito às vicissitudes naturais, e de uma alma espiritual, que não conhece decrepitude, conserva todo o seu vigor, embora nem sempre o manifeste, porque sujeita ao funcionamento do cérebro e das faculdades corpóreas em geral; consequentemente pode-se falar da perene juventude da pessoa humana.
3 #REVISTA = 519 
verdade = 7 
pessoas = 7 
igreja = 5 
povo = 5 
palavra = 5 
linguagem = 5 
natureza = 5 
democracia = 5 
sexo = 5 
gender = 5 
PeRMundo Atual Manipulação da Linguagem (0.49) Estêvão Bettencourt 1015
#1527 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, linguagem, linguística, manipulação, propaganda]

Em todos os tempos os homens procuraram disfarçar ideias novas ou mesmo revolucionárias mediante uma linguagem própria que cria um ambiente receptivo da novidade, sem que as pessoas receptoras tenham consciência de que estão sendo invadidas e transformadas interiormente. Isto ocorre ainda hoje no Brasil, onde explodiu a crise política de junho 05 e na área da sociologia, em que vários vocábulos são usados em sentido ambíguo para dissimular certas concepções relativas à família.
4 #REVISTA = 519 
igreja = 15 
aborto = 12 
bispos = 10 
campanha = 9 
organização = 9 
direito = 8 
católica = 8 
preservativo = 7 
países = 6 
católicas = 6 
PeRO Que É? Católicas pelo direito de decidir (CDD) (0.71) Estêvão Bettencourt 1472
#1528 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, aborto, homossexualismo, satanismo, Clinton, feminismo, sexo]

Católicas pelo Direito de Decidir é uma organização feminista que luta por objetivos contrários aos da doutrina católica no plano sexual (aborto, uniões homossexuais, relações pré-matrimoniais...) como em outros planos (ordenação sacerdotal de mulheres, eventual abolição do sacerdócio ministerial, abolição do sacramento da Penitência...). A Conferência dos Bispos Norte-americanos já desabonou tal instituição, que tem sua sede principal em Washington e se expande pela América Latina e por outros continentes.
5 #REVISTA = 519 
deus = 17 
possessão = 11 
exorcismo = 11 
ritual = 9 
igreja = 8 
diabólica = 8 
demônio = 8 
modo = 8 
senhor = 7 
jesus = 7 
PeRDoutrina Possessão diabólica: sim ou não? (0.94) Estêvão Bettencourt 1930
#1530 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, ritual, possessão, diabo, exorcismo]

A publicação de novo Ritual de Exorcismos em 1998 significa que a Igreja acredita na possibilidade da possessão, mas pede cautela para que não se confundam estados patológicos humanos com possessão diabólica. O novo Ritual indica os possíveis sintomas de intervenção do Maligno, entre os quais sobressai a revolta contra Deus.
6 #REVISTA = 519 
diabólica = 10 
fenômeno = 6 
possessão = 6 
possessão diabólica = 5 
balducci = 5 
intervenção = 5 
natural = 4 
mundo = 4 
deus = 3 
extraordinária = 3 
PeRAnjos O diabo vivo e atuante no mundo (1.65) Estêvão Bettencourt 3395
#1531 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, anjos, Corrado Balducci, diabo, exorcismo, ritual, demonologia, teologia, demônio]

O autor é especialista em demonologia, tratado que nos últimos anos tem ficado de lado nos cursos de Teologia. Afirma a existência e as características do demônio bem como sua atividade no mundo de hoje. No tocante à queda dos anjos, Balducci propõe três hipóteses...
7 #REVISTA = 519 
tempo = 10 
hora = 4 
valor = 3 
deus = 3 
vida = 3 
hoje = 2 
mortal = 2 
homem = 2 
passado = 2 
amanhã = 2 
PeRSabedoria O Valor do Tempo (0.66)S. Afonso de Ligório 1355
#1536 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, tempo, eternidade]

Sêneca dizia que nada pode equivaler ao valor do tempo... E S. Agostinho dizia: como te podes prometer o dia de amanhã, se não dispões de uma hora de vida?
8 #REVISTA = 519 
maçonaria = 33 
grau = 17 
segredo = 15 
grande = 15 
religião = 14 
igreja = 14 
frança = 12 
loja = 9 
conselho = 8 
verdade = 7 
PeRLivros O Segredo Maçônico (0.84) Estêvão Bettencourt 1723
#1538 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, maçonaria, Igreja, segredo, Olivier Draps, religião]

O Prof. Olivier Draps disserta sobre os diversos aspectos do segredo na Maçonaria, mostrando a incompatibilidade de Cristianismo e Maçonaria.
9 #REVISTA = 519 
bruno = 32 
giordano = 14 
giordano bruno = 13 
alma = 9 
igreja = 9 
morte = 7 
homem = 7 
processo = 6 
idade = 6 
roma = 6 
PeRHistória Giordano Bruno e a Inquisição (1.38) Estêvão Bettencourt 2846
#1543 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, Giordano Bruno, inquisição, iluminismo, era medieval, idade média]

O presente artigo apresenta a vida e o pensamento do ex-frade dominicano Giordano Bruno (+1600), que Marcelo Barros tem como vítima da crueldade da Inquisição sem exercer senso crítico sobre as fontes das notícias que ele formula. De resto, a toda sociedade, inclusive à Igreja, toca o direito de preservar a identidade de sua doutrina, denunciando escritos que a ameaçam ou a põem em xeque.
Ver comentários...
10 #REVISTA = 519 
joana = 23 
papisa = 20 
joão = 17 
papisa joana = 15 
século = 12 
estória = 12 
papa = 11 
mulher = 11 
roma = 10 
cadeira = 9 
PeRHistória Ainda a Papisa Joana (0.93) Estêvão Bettencourt 1917
#1544 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, papado, papisa]

A revista PERSONA n° 87, junho-julho 2005, restaurou a lenda da "Papisa" Joana. Pode-se comprovar, a vários títulos, que tal figura nunca existiu. As Crônicas que a apresentam são discordes entre si; além do quê na sucessão dos Papas não há espaço livre para encaixar a "Papisa".
11 #REVISTA = 519 
igreja = 18 
católicos = 12 
moral = 7 
homens = 6 
deus = 6 
católica = 5 
direito = 5 
maioria = 5 
aborto = 5 
católicas = 5 
PeRÉtica e Moral Os Católicos e a Moral Sexual (0.74) Estêvão Bettencourt 1528
#1545 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, moral, sexo, camisinha, preservativo, pesquisa, aborto, democracia, fidelidade]

A Organização das "Católicas pelo Direito de Decidir" (CDD) promoveu um inquérito do qual resultou que a maioria dos católicos não segue os preceitos da Igreja no tocante à Moral Sexual. Como se compreende, isto entristece o fiel católico, mas não o desanima. As normas da moralidade não são definidas mediante plebiscito ou votação popular. Devem, sim, ser o eco da lei natural, que é a Lei de Deus gravada nos corações humanos. A Igreja não se abala com o resultado do inquérito, pois ela não foi criada para conquistar aplausos dos homens, mas para servir-lhes de consciência que incita a praticar o bem e evitar o mal.
12 #REVISTA = 519 
aborto = 17 
mulheres = 10 
mulher = 9 
gravidez = 9 
consequências = 6 
criança = 5 
longo = 4 
abortamento = 4 
risco = 4 
síndrome = 4 
PeRAborto Síndrome pós-aborto, pouco se fala... (1.07) Estêvão Bettencourt 2202
#1546 Setembro 2005, 15 [519, setembro 2005, aborto, síndrome, suicídio, saúde, psiquismo, pesquisa]

A campanha pró-aborto não menciona as consequências do abortamento não só para a criança, mas também para a mãe, esta é profundamente afetada física e psiquicamente pelos maus tratos infligidos a seu filho, independentemente de crenças religiosas ou dados culturais. O artigo subsequente enuncia as manifestações da angústia da mãe que passou por um abortamento.