||  Início  ->  Revista Pergunte e Responderemos

NÚMERO

-008 Março 1957 (11)
-007 Junho 1957 (8)
-006 Julho 1957 (12)
-005 Agosto 1957 (7)
-004 Setembro 1957 (9)
-003 Outubro 1957 (10)
-002 Novembro 1957 (15)
-001 Dezembro 1957 (12)
001 Janeiro 1958 (11)
002 Fevereiro 1958 (11)
003 Março 1958 (12)
004 Abril 1958 (11)
005 Maio 1958 (9)
006 Junho 1958 (10)
007 Julho 1958 (10)
008 Agosto 1958 (9)
009 Setembro 1958 (10)
010 Outubro 1958 (10)
011 Novembro 1958 (9)
012 Dezembro 1958 (12)
013 Janeiro 1959 (7)
014 Fevereiro 1959 (8)
015 Março 1959 (7)
016 Abril 1959 (7)
017 Maio 1959 (9)
018 Junho 1959 (7)
019 Julho 1959 (8)
020 Agosto 1959 (6)
021 Setembro 1959 (7)
022 Outubro 1959 (5)
023 Novembro 1959 (7)
024 Dezembro 1959 (6)
025 Janeiro 1960 (6)
026 Fevereiro 1960 (7)
027 Março 1960 (6)
028 Abril 1960 (9)
029 Maio 1960 (6)
030 Junho 1960 (9)
031 Julho 1960 (8)
032 Agosto 1960 (8)
033 Setembro 1960 (7)
034 Outubro 1960 (7)
035 Novembro 1960 (7)
036 Dezembro 1960 (7)
037 Janeiro 1961 (7)
038 Fevereiro 1961 (6)
039 Março 1961 (5)
040 Abril 1961 (6)
041 Maio 1961 (5)
042 Junho 1961 (5)
043 Julho 1961 (6)
044 Agosto 1961 (5)
045 Setembro 1961 (6)
046 Outubro 1961 (7)
047 Novembro 1961 (6)
048 Dezembro 1961 (5)
049 Janeiro 1962 (7)
050 Fevereiro 1962 (5)
051 Março 1962 (5)
052 Abril 1962 (6)
053 Maio 1962 (7)
054 Junho 1962 (5)
055 Julho 1962 (6)
056 Agosto 1962 (7)
057 Setembro 1962 (7)
058 Outubro 1962 (6)
059 Novembro 1962 (5)
060 Dezembro 1962 (8)
061 Janeiro 1963 (6)
062 Fevereiro 1963 (5)
063 Março 1963 (5)
064 Abril 1963 (5)
065 Maio 1963 (6)
066 Junho 1963 (5)
240 Dezembro 1979 (1)
344 Janeiro 1991 (8)
345 Fevereiro 1991 (8)
346 Março 1991 (9)
347 Abril 1991 (8)
348 Maio 1991 (6)
349 Junho 1991 (9)
350 Julho 1991 (5)
351 Agosto 1991 (8)
352 Setembro 1991 (7)
356 Janeiro 1992 (9)
360 Maio 1992 (1)
368 Janeiro 1993 (7)
369 Fevereiro 1993 (5)
370 Março 1993 (5)
371 Abril 1993 (6)
373 Junho 1993 (9)
374 Julho 1993 (8)
377 Outubro 1993 (11)
379 Dezembro 1993 (7)
380 Janeiro 1994 (7)
381 Fevereiro 1994 (7)
382 Março 1994 (7)
383 Abril 1994 (6)
385 Junho 1994 (6)
386 Julho 1994 (10)
387 Agosto 1994 (7)
388 Setembro 1994 (10)
389 Outubro 1994 (10)
390 Novembro 1994 (6)
391 Dezembro 1994 (8)
392 Janeiro 1995 (6)
393 Fevereiro 1995 (7)
395 Abril 1995 (10)
397 Junho 1995 (6)
398 Julho 1995 (10)
399 Agosto 1995 (7)
400 Setembro 1995 (8)
401 Outubro 1995 (11)
402 Novembro 1995 (8)
403 Dezembro 1995 (8)
449 Outubro 1999 (1)
457 Junho 2000 (8)
468 Maio 2001 (8)
491 Maio 2003 (14)
500 Fevereiro 2004 (9)
501 Março 2004 (8)
504 Junho 2004 (15)
505 Julho 2004 (7)
506 Agosto 2004 (15)
507 Setembro 2004 (7)
508 Outubro 2004 (12)
509 Novembro 2004 (12)
510 Dezembro 2004 (9)
513 Março 2005 (10)
516 Junho 2005 (12)
517 Julho 2005 (13)
518 Agosto 2005 (20)
519 Setembro 2005 (12)
520 Outubro 2005 (13)
521 Novembro 2005 (12)
522 Dezembro 2005 (12)
523 Janeiro 2006 (11)
524 Fevereiro 2006 (11)
525 Março 2006 (14)
526 Abril 2006 (12)
527 Maio 2006 (13)
528 Junho 2006 (15)
529 Julho 2006 (14)
530 Agosto 2006 (15)
531 Setembro 2006 (13)
532 Outubro 2006 (14)
537 Março 2007 (13)
539 Maio 2007 (14)
543 Setembro 2007 (18)
545 Novembro 2007 (12)
547 Janeiro 2008 (14)
548 Fevereiro 2008 (15)
549 Março 2008 (13)
551 Maio 2008 (14)
554 Agosto 2008 (15)
555 Setembro 2008 (13)
 
...CAPA*TÓPASSUNTOTÍTULO (hits/dia)AUTORHITS PDF
1 #REVISTA = 554 
união = 18 
casais = 15 
família = 15 
igreja = 13 
segunda = 9 
wladimir = 9 
segunda união = 8 
primeira = 6 
pastoral = 6 
vida = 5 
PeRLivros Casais Católicos em Segunda União (1.08) Estêvão Bettencourt 2709
#142 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, casamento, segunda união, Wladimir Porreca]

O autor do livro realizou uma pesquisa sobre o modo de pensar e agir de dez casais católicos da diocese de São João da Boa Vista (SP) a fim de compreender melhor os perigos por que passa a família em nossos dias. Cita vários documentos da Igreja que procuram ajudar tais casais e não os deixar perder a fé e a esperança de salvação. Existe mesmo em várias dioceses a Pastoral dos Casais em Segunda União, que muito tem sustentado a espiritualidade desses irmãos traumatizados.
2 #REVISTA = 554 
deus = 10 
senhor = 4 
paulo = 3 
ninguém = 3 
levar = 3 
cristo = 3 
crise = 3 
cristão = 3 
fogo = 2 
criatura = 2 
PeRPrática Cristã Tu me seduziste, Senhor (0.69) Estêvão Bettencourt 1737
#150 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, Jeremias, santidade, heroismo, sofrimento]

É muito clara a posição do Apóstolo quando diz a seu discípulo Timóteo: "Assume a tua parte de sofrimento como bom soldado de Cristo Jesus" (2Tm 2, 3).
3 #REVISTA = 554 
jesus = 59 
joão = 19 
exorcismos = 17 
demônios = 10 
terá = 9 
espírito = 8 
judeus = 8 
mago = 7 
sinóticos = 7 
deus = 7 
PeREscrituras Por que São João não descreve os exorcismos d.. (1.02) Estêvão Bettencourt 2549
#151 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, exorcismos, magia, feitiçaria, mago, possesso, São João, evangelho]

Há diversas teorias que tentam explicar o silêncio do quarto Evangelista a respeito dos exorcismos praticados por Jesus. A mais provável lembra ter sido Jesus mal-entendido quando realizava um exorcismo. Acusavam-no de "mago, possesso, feiticeiro...", de modo que São João, que escreveu no fim do século I, terá pretendido não mencionar os exorcismos, narra apenas sete milagres de Jesus, que são sinais da sua messianidade e divindade.
4 #REVISTA = 554 
deus = 39 
espírito = 11 
cristo = 10 
homem = 9 
filhos = 9 
graça = 9 
vida = 9 
divina = 8 
criatura = 7 
filiação = 7 
PeRTeologia Todos são filhos de Deus? (1.10) Estêvão Bettencourt 2751
#152 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, natural, sobrenatural, filiação divina, comunhão, batismo]

Há dois tipos de filiação divina entre as criaturas humanas: a natural e a sobrenatural. A primeira deriva do fato mesmo de que todos os homens são criados à imagem e semelhança de Deus. A segunda decorre do Batismo e da comunhão de vida mais estrita com as Pessoas divinas. Esta comunhão se faz mediante a graça santificante, que oferece ao homem a ocasião de crescente intimidade com Deus.
5 #REVISTA = 554 
deus = 39 
espírito = 11 
cristo = 10 
homem = 9 
filhos = 9 
graça = 9 
vida = 9 
divina = 8 
criatura = 7 
filiação = 7 
PeRSantos e Místicos Céu, Inferno e Purgatório (2.98) Estêvão Bettencourt 7467
#153 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, céu, inferno, purgatório, São João Bosco, almas]

São João Bosco terá visto em sonhos alguns traços característicos do céu, do inferno e do purgatório. Descreve-os, porém, de maneira muito antropomórfica, que não se sustenta. Tal livro não se presta à catequese, pois transmite concepções que não constroem a personalidade do leitor.
6 #REVISTA = 554 
verdade = 23 
homem = 6 
natureza = 6 
existe = 5 
verdade absoluta = 5 
absoluta = 5 
absurdo = 4 
poder = 4 
homens = 4 
amor = 3 
PeRFilosofia Tudo é Relativo! (0.75) Estêvão Bettencourt 1886
#154 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, verdade, relativismo, Bento XVI]

Um professor universitário, paraninfo de uma turma de engenheiros, afirmou não haver verdade absoluta: tudo seria relativo; tais afirmações vão, a seguir, comentadas com a ajuda de uma declaração de Bento XVI feita em Mariazell aos 8 de setembro de 2007.
7 #REVISTA = 554 
drogas = 26 
efeitos = 8 
desejo = 7 
droga = 6 
vida = 6 
consumo = 6 
classificação = 6 
classe = 5 
levam = 5 
dependência = 5 
PeRMundo Atual Drogas: Sim ou Não? (0.58) Estêvão Bettencourt 1453
#155 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, drogas, cocaína, crack, maconha, heroína, haxixe, ópio, morfina, lsd]

O uso de drogas foi novamente posto em foco por ocasião da visita do Papa ao Brasil. O artigo abaixo considera a questão e conclui ser ilícito tanto o uso quanto o comércio de drogas.
8 #REVISTA = 554 
fumo = 20 
tabaco = 11 
fumante = 5 
efeitos = 5 
casos = 4 
grave = 4 
além = 4 
fumantes = 4 
estado = 4 
pessoas = 4 
PeRMundo Atual Proibido Fumar? (0.80) Estêvão Bettencourt 2013
#156 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, fumo, fumar, saúde, nicotina, câncer, tabaco]

O tabaco causa graves danos ao organismo humano. Por isto o uso intemperado do mesmo vem a ser grave, pois é um atentado contra a vida do fumante. Em doses moderadas há quem diga que "não impede de viver cem anos", por isto em tais casos o fumo não é tido como pecado.
9 #REVISTA = 554 
igreja = 12 
católica = 11 
católicos = 9 
catolicismo = 8 
scott = 8 
hahn = 7 
conversão = 7 
scott hahn = 7 
teologia = 6 
escrituras = 6 
PeRTestemunhos Um Relato Eloquente (0.72) Estêvão Bettencourt 1811
#157 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, catolicismo, padres, bíblia, protestantismo, padres da igreja, Calvino, Lutero]

O autor do livro relata sua conversão de ministro presbiteriano no Catolicismo. Conta de sua aversão à fé católica e de seus contatos com católicos pouco edificantes, mas confessa como a leitura da Bíblia e dos Santos Padres o conduziu à Igreja Católica, junto com contatos com bons católicos.
10 #REVISTA = 554 
deus = 30 
morte = 23 
blank = 22 
alma = 15 
corpo = 13 
corpo alma = 9 
graça = 9 
eternidade = 9 
purgatório = 8 
pecado = 8 
PeREscatologia Escatologia da Pessoa (2.26) Estêvão Bettencourt 5670
#161 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, escatologia, Renold Blank, evo, inferno, céu, purgatório, alma, espírito, corpo]

O autor trata da morte, do purgatório, da ressurreição dos corpos e do juízo final propondo idéias que ele procura fundamentar na Escritura e na Tradição. Não leva na devida conta o Magistério da Igreja. Apresenta assim uma obra imaginosa e "simpática" porque dissipa o que possa impressionar negativamente um leitor não iniciado em Teologia.
11 #REVISTA = 554 
deus = 7 
temporal = 5 
pecado = 5 
pena = 5 
vida = 4 
pena temporal = 3 
volta = 3 
pecador = 3 
alma = 3 
trânsito = 2 
PeRTeologia Pena Temporal (1.27) Estêvão Bettencourt 3177
#162 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, purgatório, absolvição, eternindade, evo, sacramento, penitência]

Por que, ao recebermos a absolvição sacramental, temos perdoada a pena eterna, mas não a temporal?
12 #REVISTA = 554 
deus = 7 
vontade = 3 
alma = 3 
amor = 2 
falecidos = 2 
sempre = 2 
colaboração = 2 
purgatório = 2 
pedimos deus = 2 
pedimos = 2 
PeRTeologia Oração pelos Mortos (0.82) Estêvão Bettencourt 2062
#163 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, oração, falecidos, mortos]

Por que rezar pelos falecidos, se desde sempre a Justiça de Deus já selou seu destino eterno? Modificaria Ele o seu veredicto em virtude de nossas súplicas?
13 #REVISTA = 554 
deus = 17 
outros = 3 
criar = 2 
pessoas = 2 
cada = 2 
nossos = 2 
homens = 2 
desígnios = 2 
graça = 2 
fato = 2 
PeRTeologia Bondade de Deus e Possibilidade de Condenação (0.66) Estêvão Bettencourt 1649
#164 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, salvação, condenação, livre arbítrio]

Como pode Deus ser infinitamente bom se decide criar pessoas que não se salvariam?
14 #REVISTA = 554 
cristianismo = 6 
domingo = 5 
sábado = 5 
jesus = 5 
primeiro = 5 
primeiro semana = 5 
semana = 5 
século = 4 
judaica = 4 
senhor = 4 
PeRHistória Judaísmo e Cristianismo (0.85) Estêvão Bettencourt 2131
#165 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008, judaísmo, cristianismo, domingo, sábado, dia do Senhor]

No século I o Cristianismo era uma seita judaica. Guardava o sábado e não o domingo. Por que? Por que, para os cristãos, o domingo é considerado "o dia do Senhor?
Ver comentários...
15 #REVISTA = 554 
brasil = 4 
estêvão = 3 
anos = 3 
trabalho = 3 
catequista = 3 
igreja = 3 
deus = 3 
feio = 3 
sempre = 2 
responderemos = 2 
PeRNotícias Morreu Dom Estêvão (0.57)Pe. Paschoal Rangel 1416
#166 Agosto 2008, 01 [554, agosto 2008]

Notícia de falecimento de Dom Estêvão.